Em relação à saúde, Iris  assegurou que construiu, enquanto governador, diversos hospitais. O governador desmentiu a informação e afirmou que o PMDB não se preocupa com a àrea

Untitled 1
Debate foi promovido pela TV Anhanguera

O último debate entre os candidatos ao governo de Goiás antes do segundo turno, ocorrido na noite desta quinta-feira (23/10), foi marcado por temas polêmicos e por críticas de Iris Rezende (PMDB) ao candidato à reeleição Marconi Perillo (PSDB). O tucano, por sua vez, apresentou propostas e afirmou, em diversos momentos, que a campanha do decano peemedebista foi um “mar de promessas eleitoreiras, demagógicas e de baixo nível”.

Em relação à segurança pública, tema abordado no início do debate e bastante discutido nessas eleições, Iris salientou que a população vive “amedrontada” no Estado. “Agora prende um suposto autor de assassino de dezenas de moças, enquanto mais de 30 famílias estão sem seus entes”, disse o peemedebista, em referência a prisão do suposto serial killer Tiago Henrique Gomes da Rocha no dia 14 deste mês.

Por sua vez, Marconi Perillo rebateu as críticas e elogiou o trabalho da força-tarefa composta por delegados da Polícia Civil responsáveis por prender o suspeito de assassinar ao menos 38 pessoas em Goiânia, entre mulheres e pessoas em situação de rua. “O candidato Iris só faz acusações levianas e esquece de apresentar propostas. Eu apresentei projetos e ele só mentira. Existem casos de serial killer no mundo e a nossa polícia é muito eficiente”, avaliou.

Em outro momento do debate, o ex-prefeito de Goiânia Iris Rezende disse que obras realizadas em Goiás pela gestão atual “só aparecem durante o período eleitoral”. Em seguida, o tucano respondeu ao peemedebista que reestruturou mais de cinco mil quilômetros de rodovias estaduais, e que economizou, com essas obras, mais de R$ 500 milhões, que estão sendo revertidos em outros projetos para todas as regiões do Estado.

Assuntos como Saúde, Educação e Habitação também foram levantados durante o debate. Em relação à primeira área, Iris Rezende assegurou que construiu e ampliou, enquanto governador, diversos hospitais no interior e em Goiânia. Em seguida, o tucano disse que o PMDB nunca investiu na saúde de Goiás. “Reafirmo que Iris não construiu hospitais regionais. O seu partido nunca investiu em saúde. Nós fizemos muito pela saúde. Construímos o Hospital de Urgências de Anápolis e estamos construindo o Hugo 2″, disse.

Nas considerações finais, o peemedebista voltou a criticar a segurança pública e alegou que a gestão atual gasta “execessivamente” com publicidade e promove um governo que “não existe”. Já Marconi Perillo lembrou que a campanha eleitoral foi semelhante ao debate. “Iris fez e faz promessas levianas que não podem ser cumpridas. A grande publicidade do nosso governo quem faz é o nosso trabalho, são as obras espalhadas por todos os cantos de Goiás, na saúde, educação, saneamento, energia. Vamos continuar um governo realizador e de paz”, finalizou.