Para Marconi Perillo, construção dos Credeqs em Goiás é uma demanda social

Governador visitou as obras do Credeq de Aparecida de Goiânia, que está com mais de 90% de sua área concluída. Na ocasião, o tucano disse que está planejando construir novas unidades se for reeleito

O governador e candidato à reeleição Marconi Perillo (PSDB) visitou nesta quarta-feira (8/10) o Centro de Referência e Excelência em Dependência Química (Credeq) de Aparecida de Goiânia. Segundo o tucano, a unidade terá um padrão internacional para o tratamento de dependentes em substâncias químicas, além da garantia de reinserção desses cidadãos na sociedade. “Discutimos com várias correntes psiquiátricas por mais de um ano e a partir disso concebemos a construção desta unidade, obra que sinaliza-se como uma demanda social”, disse.

Ainda de acordo com o tucano, outros quatro Credeqs, sediados em Morrinhos, Caldas Novas, Quirinópolis e Goianésia, estão com mais de 50% das obras construídas. “No próximo ano, teremos todos eles em funcionamento. Além disso, já licitamos a sexta unidade, que será feita em Formosa e estamos planejando construir mais alguns outros na eventualidade da nossa vitória”.

A obra teve o valor estimado em R$ 24,1 milhões. A unidade de Aparecida de Goiânia será gerida pela Organização Social (OS) Comunidade Luz da Vida e vai custar aos cofres estaduais cerca de R$ 750 mil mensais. O projeto contempla três núcleos de atendimentos (infantil, adolescente e adulto), com capacidade para 96 leitos de internação. O dependente químico será tratado por no máximo 90 dias por meio de ambientes de convivências, ambulatórios, centro de atenção psicossocial, sala de reanimação, casa de desintoxicação, e de acolhimento transitório com cultivo de hortas.

unnamed (4)

Secretario de Saúde de Goiás, Hailin Girade | Foto: Fernando Leite

O secretário de Saúde de Goiás, Halim Girade, salientou ao Jornal Opção Online que a metodologia empregada nesta unidade será baseada em um modelo norte-americano. “É fundamental que se tenha um local para a internação de desintoxicação. Aqui, as famílias também serão envolvidas no processo de discussão da dependência do paciente, para que dessa forma as pessoas possam voltar para a sociedade”, disse.

Na ocasião, Marconi Perillo pontuou que ao lado dos deputados eleitos da sua base aliada vai promover uma “cruzada nacional” para mudar a legislação penal brasileira. “Também vamos obrigar o governo federal a impedir a entrada de drogas no país e a colocar dinheiro na construção de novos presídios. Atualmente, a união é completamente omissa em relação à segurança pública do cidadão. O Estado já investe 9% do seu orçamento para a área, enquanto o governo federal não investe nada”, finalizou.

Leia mais: Credeq: O poder público na ferida social das drogas em Goiás

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.