Marconi Perillo: A bola da vez é a região Centro-Oeste, e dentro da região Centro-Oeste, é o Estado de Goiás

Durante o 1º Exame Fórum Centro-Oeste, o governador destacou que o Estado age como um propulsor da economia nacional e falou sobre a diversificação da produção local, que faz com que Goiás já não dependa somente do agronegócio

marconi forum

Para o governador Marconi Perillo (PSDB), a realização do 1º Exame Fórum Centro-Oeste em Goiás é uma possibilidade de divulgação da força econômica do Estado para o mundo. Durante o evento, o governador destacou que o Estado age como um propulsor da economia nacional e falou sobre a diversificação da economia, que faz com que Goiás já não dependa somente do agronegócio.

O tucano ressaltou que o Estado tem crescido em diferentes setores: industrialização, prestação de serviços, comércio e mineração, ainda que seu forte permaneça na agropecuária. “Todo o mundo está voltado para o Brasil pela produção de alimentos, e o mundo está voltado para a região Centro-Oeste, que é a região que produz 50% dos alimentos do país”, pontuou.

O Estado também se destaca no crescimento do Produto Interno Bruto (PIB), muito acima da média nacional: “Enquanto o PIB cresceu no primeiro trimestre no Brasil em 0,2%, a região Centro-Oeste cresceu quase 4%”, disse. “Com o agronegócio é a mesma coisa: cresceu em 3,6% no Brasil, puxado pela região do Centro-Oeste, que tem feito o equilíbrio na balança comercial do país.”

De acordo com o governador, Goiás deixou de se basear apenas na produção de matérias-primas, investindo também na industrialização. “Goiás é um Estado que agregou muito valor a essas matérias-primas e passou a industrializá-las e buscar novas fontes de divisas, de riquezas e de empregos. As montadoras de veículos estão chegando e o Estado cresceu muito na área de serviços”, disse.

No entanto, o governador pontuou que para que o Estado continue crescendo é necessário que sejam realizados investimentos na infraestrutura, e destacou as principais ações sendo executadas nesse sentido. Entre as obras listadas, além da construção de novas rodovias, pontes e viadutos, estão investimentos em hidrovias, ferrovias e no aeroporto de cargas de Anápolis.

“Temos tido uma preocupação enorme, não só naquilo que é de responsabilidade do Estado, mas também colaborando na área federal, com os projetos de expansão da infraestrutura e trabalhando para que novas concessões sejam feitas e novos investimentos se realizem”, declarou o governador. “Na área da logística, o grande projeto é a plataforma multimodal que deverá ser licitada neste ano com previsão de investimento de R$ 800 milhões a R$ 1 bilhão em Anápolis. Vai contar com o porto-seco, o distrito industrial, duas ferrovias que nascem ali, além do aeroporto de cargas.”

Para o governador, a tendência é que o Estado e a região Centro-Oeste continuem sendo a “locomotiva” do país. “A bola da vez é a região Centro-Oeste, e dentro da região Centro-Oeste é o Estado de Goiás”, cravou Marconi.

O evento

O 1º Exame Fórum Centro-Oeste reuniu empresários, executivos de grandes empresas, economistas, empreendedores e autoridades governamentais no Oliveira’s Place, Setor Bueno nesta terça-feira (3/6). O encontro é realizado para que autoridades e lideranças do setor privado debatam novas frentes de expansão urbana, da indústria e dos serviços, além de infraestrutura, capital humano e meio ambiente.

Diretora superintendente da Exame, Cláudia Vassallo explicou, em seu discurso de abertura, que a proposta e a visão do Fórum para Goiânia é que o Centro-Oeste se tornou uma das mais prósperas economias do Brasil e vem aumentando a participação no Produto Interno Bruto (PIB). “Esse destaque justifica a realização do 1º Fórum Exame Centro-Oeste aqui”, disse.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.