Ex-governador declara que nunca fugiu de Goiás e que discurso foi criado em tentativa de desmoralização

O ex-senador e ex-governador Marconi Perillo (PSDB) declarou que considera “absurda” a narrativa que sugere que ele tenha fugido de Goiás desde o início da gestão do atual governador Ronaldo Caiado (UB). Segundo ele, isso não passa de uma história construída por opositores em uma tentativa de desmoralização política e pessoal. “Eles jamais imaginaram ou sonharam que eu estivesse aqui livremente falando sobre tantos temas. Para eles, o melhor dos mundos era que eu ficasse fora, que eu fosse abatido fisicamente ou politicamente, ou até que morresse num desses problemas de saúde”, diz.

Segundo o ex-governador, a viagem para São Paulo – onde as filhas dele têm apartamento – foi por motivos de trabalho. “Eu fui para trabalhar, porque saco vazio não para em pé. Ao contrário do que essa narrativa prega, eu não fiquei rico e não tenho renda. Então ou trabalho ou não tenho condição de arcar com minhas despesas”, acrescenta o ex-governador, afirmando que já passa mais tempo em solo goiano há cerca de um ano.

Marconi alega que, mesmo tendo ido passar um período fora do estado, ainda mantém residência no município de Pirenópolis, onde vive desde que se mudou do Palácio. Ele garante que não pretende sair de Goiás “enquanto tiver vida e saúde”.