Marconi diz que Goiás fecha o ano com um superávit primário de R$ 600 milhões

Governador concordou com decisão de Temer em vetar parcialmente o projeto de lei de renegociação das dívidas dos estados com a União, “é preciso exigir contrapartidas” 

Solenidade marcou última inauguração de obras deste ano pelo Governo de Goiás | Foto: Marco Monteiro

Ao inaugurar em Rialma a 75ª unidade do Vapt Vupt nesta quinta-feira (29/12), o governador Marconi Perillo (PSDB) disse que a expansão da oferta de serviços públicos em Goiás, mesmo em tempos de crise econômica nacional, só é possível em função das medidas de austeridade tomadas pelo governo ainda em 2014.

Em discurso, Marconi revelou que o resultado das contas públicas estaduais em 2016 foi melhor que em 2015 e que a diferença entre receitas e despesas sem os gastos com pagamento de juros (resultado primário) foi superavitária em R$ 600 milhões – cerca cem vezes maior que o do ano passado.

“Quem toma medidas certas e com planejamento, colhe os frutos. Vou revelar o primeiro grande fruto aqui. Tivemos em 2015 um resultado primário superavitário de R$ 6 milhões. Nesse ano o superávit multiplicou esses R$ 6 milhões por cem vezes e fechou em R$ 600 milhões. Pode ter certeza que não terá governador nenhum que conseguirá um resultado proporcional desse tamanho”, afirmou o governador Marconi, durante discurso, ao lado de deputados estaduais, federais e do atual prefeito da cidade, Janduhy Diniz (PSDB).

Balanço

Antes da inauguração do Vapt Vupt, o governador fez um balanço das audiências realizadas com os prefeitos eleitos e declarou que atenderá os pleitos solicitados. “Já recebi 106 prefeitos. Quase 100% dos pleitos de todos é recapeamento de ruas e avenidas. Uma competência das prefeituras, mas eu já disse que vou ajudar. Caberá aos prefeitos buscarem recursos e verbas federais, mas o Estado também vai ajudar a fazer essas melhorias”, disse.

Marconi informou também que o vice-governador José Eliton (PSDB) articulou junto ao ministro da Justiça, Alexandre de Moraes, o repasse de R$ 76 milhões, que serão inteiramente destinados à conclusão e melhoria de presídios. O presidente da República, Michel Temer, autorizou na quarta-feira (28) o repasse de R$ 1,2 bilhão do fundo penitenciário para todos os estados, recurso que será destinado á construção e reequipamento de presídios.

“Garantimos também, com o apoio irrestrito de Assembleia Legislativa, a aprovação do projeto que cria o Fundo Constitucional de Transportes. E esse dinheiro, cerca de R$ 300 milhões, serão destinados exclusivamente à manutenção da conservação das rodovias. Isso certamente fará uma diferença muito grande”, informou o governador.

Ele comentou, ainda, a decisão do presidente Michel Temer de vetar parcialmente o projeto de lei aprovado pelo Congresso Nacional que permite a renegociação das dívidas dos estados com a União. “Para Goiás não vai alterar em nada. Eu acho que o presidente Temer está certo. Se os governadores querem ajuda, precisam fazer a sua parte. Nós fizemos a nossa parte, independentemente desse projeto. Os governos geralmente tomam medidas conjunturais para contornar alguma crise que chega. O que estamos fazendo em Goiás é buscar um projeto estruturante que dê equilíbrio a longo prazo. É preciso de ações perenes e duradouras”.

Unidade Rialma

A unidade do Vapt Vupt de Rialma vai oferecer mais de 50 serviços e contará com 30 servidores para atender cerca de 30 mil pessoas da Região do Vale do São Patrício. “Queremos incorporar a modernidade a esta região com a oferta de um serviço de primeiro mundo. O Vapt Vupt veio para revolucionar a forma de prestação de serviços públicos”, afirmou Marconi.

Essa é a 75ª sede do programa, que conta com 99% de aprovação popular, segundo pesquisas realizadas pelo Governo de Goiás. A unidade oferecerá serviços da Prefeitura de Rialma, Detran-GO, Ipasgo, Banco do Povo, Juceg, Saneago, Sefaz, Agrodefesa, foto digital, SSPAP-GO, Procon Virtual, Multiestadual e Multimunicipal.

O  Vapt Vupt de Rialma homenageia o advogado Denys Adir Alves Barreto, falecido em 1993 em acidente de carro. Denys era irmão do deputado estadual Talles Barreto (PSDB). Por meio do projeto de lei de autoria da vereadora Jusleide Neris Rodrigues, a nova agência leva o nome do advogado. “Ficamos emocionados e gratos à vereadora Jusleide com esta lembrança ao Denys”, pontuou o deputado.

O governador disse ainda que decidiu fechar a agenda de inaugurações deste ano em Rialma, em reconhecimento ao trabalho de dedicação e parceria realizados pelo prefeito da cidade, Janduhy Diniz, e pelo deputado estadual que representa a região, Talles Barreto. “Eu fiz questão de fazer o último evento do ano aqui em Rialma em homenagem à dedicação e ao foco do Janduhy Diniz nesses anos todos como prefeito e também à dedicação do representante desta região, o deputado Talles Barreto”, pontuou. (Com informações do Gabinete de Imprensa do Governador de Goiás)

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.