Marconi determina continuidade de parceria com prefeitos na área da Saúde

Em reunião do Goiás Mais Competitivo, foi pedida atenção específica para aplicação de recursos na redução da mortalidade infantil e de internações

Durante reunião, Marconi a mudança do nome do programa para Goiás Mais Competitivo e Inovador | Foto: Marco Monteiro

O governador Marconi Perillo (PSDB) se reuniu, na manhã desta quinta-feira (18/1), com os secretários que participam do programa Goiás Mais Competitivo (GMC). Estavam presentes Joaquim Mesquita, da Secretaria de Gestão e Planejamento (Segplan); Leonardo Vilela, da Saúde; Raquel Teixeira, da Educação, Cultura e Esporte (Seduce); Luiz Maronezzi, do Desenvolvimento e o secretário interino de Cidadania, Carlos Peixoto.

A reunião se concentrou na área da Saúde, com atenção específica para a aplicação de recursos na redução da mortalidade infantil e de internações. Marconi determinou a Leonardo Vilela que as parcerias com os municípios sejam mantidos, algo que vem sendo pedido pelos prefeitos durante as audiências.

“Temos bons resultados para apresentar na área da Saúde, e boas expectativas pela frente em função dos investimentos que já estão decididos a serem utilizados. E nós compreendemos que, para alcançar as nossas metas e melhorias de indicadores, precisamos contar com o apoio dos municípios”, afirmou o governador.

O secretário de Saúde afirmou que já está tomando os primeiros passos para reduzir a mortalidade infantil e as internações. “Estamos melhorando as maternidades, equipando os agentes comunitários de Saúde, aumentando as equipes de Saúde da Família. Isso é muito importante”, destacou.

GMC

O programa Goiás Mais Competitivo foi lançado em novembro de 2015 para criar uma agenda de atuação que insira o Estado entre os mais competitivos do Brasil até o fim de 2018. Para isso, a execução dos projetos e metas em todas as suas áreas finalísticas e a situação dos principais indicadores são acompanhadas por meio de uma central, com painéis interativos e dados em tempo real.

Para definir as metas, foram analisados indicadores do Estado, sendo 77 aprofundados, principalmente das áreas de Saúde, Educação e Segurança Pública. Assim, foram definidos 15 programas prioritários.

Na reunião desta quarta-feira (18), Marconi sugeriu que a governança do GMC seja unificada com a do programa Inova Goiás. “Tudo que for agregar, contribuir com o aumento da competitividade de Goiás, vamos colocar em pauta”, justificou.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.