Marconi assina protocolo para criação da Rede Goiana de Educação Internacional

Grupo focará na mobilidade acadêmica dos alunos, professores e pesquisadores e a realização de pesquisa conjunta com instituições estrangeiras

Marconi E | Divulgação

Marconi e reitores da UFG, UniEvangélica, PUC-GO, UEG, Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia e Instituto Federal Goiano | Divulgação

O governador Marconi Perillo destacou na manhã desta quarta-feira (30/11), durante a assinatura do protocolo de intenções para criação da Rede Goiana de Educação Internacional, que as instituições públicas de ensino superior demonstram “vivamente” o interesse de cooperar com o Estado e de celebrar ações conjuntas e enérgicas visando exclusivamente o benefício do cidadão goiano. O encontro entre Marconi e seis reitores foi realizado no Palácio Pedro Ludovico Teixeira.

“Os reitores de academias nunca faltam às parcerias e ao compromisso de servir ao Estado. É impressionante como as instituições que os senhores representam não ficam circunscritas apenas aos territórios das suas atuações, mas vão ampliando cada vez mais o espaço de atuação e demonstram vivamente o interesse de cooperar com o Estado e de celebrar ações conjuntas e enérgicas em benefício do cidadão comum”, destacou Marconi.

A Rede Goiana de Educação Internacional é integrada pelas instituições de Ensino Superior em Goiás – UFG, UniEvangélica, PUC-GO, UEG, Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia e Instituto Federal Goiano – para orientar ações conjuntas, incluindo organização de missões para o exterior e o recebimento de delegações estrangeiras em Goiás, seminários e encontros para discussão da cooperação acadêmica e científica.

A Rede focará na mobilidade acadêmica dos alunos, professores e pesquisadores e a realização de pesquisa conjunta com instituições estrangeiras. Além disso, outras ações serão tomadas para impulsionar a pesquisa de ponta e o acesso à economia do conhecimento.

“As parcerias internacionais para o ensino superior são importantes instrumentos nas estratégias de inserção de Goiás no desenvolvimento da economia local e coloca o Estado na rota de acadêmicos internacionais”, disse Marconi. Serão feitos convênios para efetivar as premissas da rede, com os protocolos de intenções vigorando por cinco anos.

Buscando já iniciar a impulsão da cooperação científica entre Estado e instituições de ensino, o governador convidou os reitores a selecionarem ao menos um reitor para acompanhar as missões internacionais do Governo de Goiás a partir de agora. “É importante que vocês participem das missões como forma de trocar informações e experiências, promover networking e assim fomentar ainda mais o aprendizado, o diálogo e a cooperação entre as IES goianas, difundir as boas práticas e elevar o perfil internacional das IES goianas”, sugeriu.

Ao falar em nome dos reitores presentes e destacar que as instituições públicas em Goiás se uniram buscando aprimorar o sistema de ensino superior com vistas ao reconhecimento e atuação internacional, o reitor Universidade Estadual de Goiás (UEG), Haroldo Reimer, destacou a abertura e o interesse do governador Marconi Perillo em cooperar com o desenvolvimento da Educação no Estado. O reitor ressaltou que Goiás tem experimentado sob a gestão de Marconi “uma boa performance em gestão da coisa pública”, além de geração de emprego e fomento à Educação.

“Todos nós reconhecemos seus esforços a favor da Fapeg e dos projetos de pesquisa em Goiás. Nesse sentido pedimos sua continuada atenção para o programa Goiás Sem Fronteira para que possamos iniciar intercâmbios de professores e alunos ao exterior. Da nossa parte, o senhor terá o compromisso de que realizaremos missões exteriores em sintonia com as diretrizes das áreas estratégicas do Governo Estadual visando que o Estado de Goiás continue cada vez mais competitivo e projetado no cenário internacional”, solicitou.

Marconi pontuou que a Rede leva em conta o reconhecimento pelas partes da importância da internacionalização do ensino superior de Goiás e considera que as parcerias internacionais nas áreas de ciência, tecnologia e inovação e ensino superior são importantes instrumentos nas estratégias de inserção dos países em desenvolvimento na economia global.

Estiveram presentes no evento seis reitores de instituição de ensino superior em Goiás: Carlos Hassel (UniEvangélica), Wolmir Amado (PUC Goiás), Jerônimo Rodrigues da Silva (IF Goiás), Vicente Pereira de Almeida (IF Goiano), Haroldo Reimer (UEG) e Orlando Afonso Valle do Amaral (UFG).

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.