Marconi assegura recursos para continuidade das obras do BRT de Goiânia  

Governador se reuniu com o ministro das Cidades, Bruno Araújo, na tarde desta quinta 

Foto: Humberto Silva/Governo de Goiás

Foto: Humberto Silva/Governo de Goiás

Para conferir de perto o cronograma de repasses do Ministério das Cidades para o BRT de Goiânia e projetos estratégicos para o Estado, como o programa Minha Casa Minha Vida, o governador Marconi Perillo (PSDB) se reuniu nesta quinta-feira (1º), em Brasília, com o ministro das Cidades, Bruno Araújo.

O compromisso de acompanhar atentamente os repasses para o BRT foi assumido pelo governador junto ao prefeito de Goiânia, Paulo Garcia, na parceria entre o Governo do Estado e o Paço Municipal para garantir a plena execução da obra.

“O ministro das Cidades tem me posicionado mensalmente sobre todos os recursos do PAC, recursos para saneamento, habitação, mobilidade urbana que chegam ao Estado de Goiás”, informou Marconi, ao sair da audiência com o ministro, acompanhado do secretário estadual de Governo, Tayrone Di Martino.

O governador e o ministro são amigos pessoais desde que Marconi era senador e Bruno Araújo líder de bancada na Câmara dos Deputados. “O ministro tem sido extremamente correto, nos posicionando mensalmente sobre os valores destinados às obras federais em Goiás, na alçada do Ministério das Cidades”, ressaltou.

Indagado sobre como ficará o relacionamento com a equipe ministerial, em função da troca do governo federal, Marconi assinalou que sempre teve uma relação “extremamente republicana” com todos os presidentes e demais autoridades com os quais conviveu, desde que se elegeu governador pela primeira vez, em 1998. Depois de se reunir com o ministro, ele se encontrou com o governador de Brasília, Rodrigo Rollemberg, na residência oficial do GDF, em Águas Claras. Lá, discutiram projetos de mobilidade urbana, como uma extensão do BRT-DF de Santa Maria para Luziânia.

No final da tarde, o governador assistiu à posse da ministra Laurita Vaz, que é goiana Anicuns, na presidência do Superior Tribunal de Justiça. Ao saudar a ministra, Marconi ressaltou que Laurita é a primeira mulher a assumir a presidência do STJ, uma das cortes mais importantes do País. Ele avaliou que a sua posse demonstra o quanto as mulheres brasileiras avançaram em todos os aspectos. Lembrou que, ainda neste mês de setembro, duas mulheres comandarão a cúpula da Justiça brasileira: Carmem Lúcia, no STF, e Laurita Vaz, no STJ. “Isso nos anima, porque as mulheres estão conseguindo avançar em espaços absolutamente nobres da Justiça brasileira”, observou.

Especialista em Direito Penal e Direito Agrário pela Universidade Federal de Goiás, Laurita Vaz é oriunda do Ministério Público e passou a integrar os quadros do STF em 2001. O STJ é responsável por zelar pela correta aplicação das leis federais. A corte é constituída de 33 ministros. Ele graduou-se em Direito pela Universidade Católica, hoje PUC-Goiás.

No fechamento da agenda em Brasília, Marconi participa, a convite da embaixada do Líbano, do lançamento oficial da 12ª Feira Internacional das Embaixadas, cujo evento deve ocorrer em novembro.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.