Marconi articula manutenção de apoio do PSDB a Temer

Parlamentares tucanos se reúnem na casa do deputado Giuseppe Vecci, em Brasilia, e deliberam pedir renúncia ou substituição de Tasso Jereissati no comando da sigla

Governador Marconi Perillo: conselheiro de parlamentares tucanos em movimento pró-Michel Temer

Deputados federais do PSDB se reuniram nessa segunda-feira (21/8) em um jantar na casa do deputado federal goiano Giuseppe Vecci para tratar do “comportamento” do presidente interino do partido, senador Tasso Jereissati (CE). O governador de Goiás, Marconi Perillo, foi um “conselheiro” dos parlamentares favoráveis ao governo do presidente Michel Temer (PMDB), que decidiram pedir a “correção” ou a “substituição” de Tasso no comando da legenda.

Conforme reportagem do UOL, a deliberação será levada aos líderes partidários ainda nesta semana, o que deve aprofundar o racha interno no partido. Na avaliação dos deputados, Tasso Jereissati tem tornado público um posicionamento diferente do decidido pela maioria do partido nas reuniões internas.

O encontro ocorreu na casa do deputado federal Giuseppe Vecci, um dos vice-presidentes da legenda, cotado para substituir Tasso Jereissati. Conforme a reportagem ao menos 18 deputados da bancada, formada por 46 parlamentares, estiveram na residência de Vecci.

Renúncia ou substituição

O grupo espera um “gesto” de Tasso Jereissati de renunciar ao cargo ou do presidente licenciado do partido, senador Aécio Neves (MG), de sugerir um novo nome para levar a sigla à frente.

Questionado sobre a influência de Perillo na reunião, o deputado Rogério Marinho (RN), que falou em nome do grupo, disse que a presença do governador tucano foi um “cuidado” dos parlamentares diante da “história” e “experiência” de Perillo. O goiano é tido como um dos candidatos à Presidência da legenda nas eleições internas que devem acontecer em dezembro.

“Não é possível que o pensamento público do partido seja o pensamento de quem quer que seja. Ele necessariamente precisa representar a média do pensamento ou da maioria que existe hoje no partido. Então se o Tasso se dispuser a esse elemento, tudo bem. Senão, certamente ele vai ter a sobriedade de encontrar a alternativa”, argumento o deputado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.