Marconi anuncia R$ 6,4 bilhões para investimentos no Estado

Recursos serão destinados a cinco áreas: Infraestrutura; Saúde; Ciência, Tecnologia e Inovação; Habitação e Saneamento

O governador Marconi Perillo (PSDB) anunciará, no próximo dia 30, um programa inédito de investimentos para o Estado. Intitulado “Programa Goiás Na Frente”, o projeto destinará o total de R$ 6,4 bilhões em recursos para cinco áreas: Infraestrutura; Saúde; Ciência, Tecnologia e Inovação; Habitação e Saneamento.

O detalhamento do programa, que englobará investimentos e entrega de obras e benefícios, será apresentado pelo próprio governador. Desse montante, R$ 4 bilhões são provenientes de recursos do Tesouro Estadual e de parcerias com a União. Os outros R$ 2,4 bilhões decorrem de recursos da Enel Distribuição Goiás, que recentemente adquiriu a Celg D.

Para a solenidade, estão confirmadas as presenças de prefeitos e/ou representantes dos 246 municípios goianos, representantes de entidades classistas, além de todo o secretariado e servidores do governo estadual.

Convidado especial, o presidente da Enel no Brasil, o italiano Carlo Zorzoli,  fará a explanação dos investimentos assegurados para a Celg Distribuição. Ele detalhará todo o cronograma já delineado pela empresa em conjunto com o governo estadual.

Recursos para os municípios

Também serão assinados os convênios no valor total de R$ 500 milhões já anunciados por Marconi aos prefeitos, para investimentos nos 246 municípios goianos. Os recursos são provenientes do Tesouro Estadual e foram garantidos pelo governador após a maratona de audiências individuais realizadas com todos os novos gestores, nos últimos quatro meses, entre novembro de 2016 e fevereiro de 2017.

De acordo com o governador, os recursos reservados para atender todas as prefeituras, independentemente de partido político ou de região, serão repassados aos municípios em duas parcelas: R$ 250 milhões, em 2017, e R$ 250 milhões, em 2018.

Os R$ 500 milhões que serão enviados aos municípios não são parte dos recursos adquiridos com a venda da Celg, mas apenas do Tesouro Estadual. Os recursos repassados pela Enel ao Estado possuem destinação carimbada e só podem ser aplicados diretamente pelo governo de Goiás, e não transferida às prefeituras.

Deixe um comentário