Marcelo Odebrecht e outros 50 executivos fecham acordo de delação premiada, diz jornal

Segundo informações de dentro da força-tarefa da Lava Jato, delação envolve políticos ligados ao governo e oposição

Empresário Marcelo Odebrecht, investigado na Operação Lava Jato | Foto: EBC

Empresário Marcelo Odebrecht, investigado na Operação Lava Jato | Foto: EBC

A Operação Lava Jato fechou acordo de delação premiada com Marcelo Odebrecht e outros 50 executivos e funcionários da empreiteira. A informação é do Jornal O Globo, de uma pessoa vinculada às investigações.

Segundo a fonte consultada pela publicação, os acordos são abrangentes e “atingem de forma democrática” líderes de todos os grandes partidos que estão no governo e oposição. Ainda de acordo com a matéria, no caixa dois da empreiteira não havia distinção partidária ou ideológica. A regra era exercer o pragmatismo com o objetivo de adquirir os melhores contratos com a administração pública.

“Não vai ser o fim do mundo, mas são informações suficientes para colocar o sistema político em xeque”, resume uma fonte ligada às investigações. Os acordos de delação devem impulsionar novos rumos à Lava Jato, mas cria também um problema de logística na força-tarefa. O Ministério Público Federal destacou dez investigadores para interrogar os delatores, que podem ser mais de 60.

Pelos padrões da Operação Lava Jato, um único delator nunca presta menos do que 10 depoimentos. Alguns deles já chegaram ser chamados para interrogatórios mais de 50 vezes. Os investigados que fecharam acordo serão interrogados conforme sua relevância na hierarquia do esquema de propina.

1 Comment threads
0 Thread replies
0 Followers
 
Most reacted comment
Hottest comment thread
1 Comment authors

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Olenka

UÁI ?!!! Só abestados ainda confiam em 90% destes políticos. Para mim estes já levaram o cheque-mate !!!