Marcelo Melo reitera dificuldades para união interna do PMDB

Peemedebista aliado a Júnior Friboi frisa que segue com sua pré-candidatura à Câmara dos Deputados e critica inércia de Iris Rezende quanto à atuação de iristas contra o empresário

Marcelo Melo

Marcelo Melo: “O PMDB tem que ser renovado, não dá mais para ficar de reboque de somente um grupo” | Foto: Fernando Leite\Jornal Opção

Aliado do empresário Júnior Friboi, o ex-deputado Marcelo Melo disse ao Jornal Opção Online nesta segunda-feira (9/6) não ter sido procurado ainda por Iris Rezende, o nome que após inúmeros impasses dento do PMDB acabou por ser consagrado o cabeça da chapa, embora dependa de evento previsto para a próxima quarta-feira (11) para ser oficializado. Marcelo Melo reiterou à reportagem que segue pré-candidato a deputado federal apesar do recuo de Friboi, com a ressalva de que “se fosse com o Júnior, teria muito mais entusiasmo.”

Ele disse que não vai ao evento que selará o retorno de Iris ao cenário pré-eleitoral, que deve contar com as presenças do vice-presidente da República, Michel Temer, e do presidente nacional da sigla, senador Valdir Raupp. A ausência de Marcelo Melo confirma a informação de que ex-friboizistas pretendem esvaziar o relançamento da pré-candidatura de Iris.

O peemedebista, conhecido por pregar a renovação dentro da legenda, metaforizou a situação do PMDB como quando um vidro se quebra: “Se cola as partes, mas as rachaduras ficam aparentes. É o nosso caso, temos cicatrizes que eu não sei se vão ser curadas.” Solicitado para que falasse mais claramente, Marcelo Melo citou a atuação do grupo irista desde a chegada de Júnior Friboi ao partido e durante a pré-campanha do empresário. “O pessoal do Iris foi muito agressivo conosco que apoiamos o Júnior. Iris poderia ter feito algo para amenizar essa situação interna e não fez”, diz.

Se procurado pelo ex-prefeito –– que na última semana disse que trabalharia em prol da união peemedebista antes de decidir se aceitaria a cabeça da chapa ––, Marcelo Melo disse que, por ser educado, conversa com todos que o procuram.

Na última sexta-feira o Jornal Opção Online publicou que amigos próximos de Júnior Friboi revelaram os planos futuros do empresário, entre os quais o de tentar presidir o PMDB goiano a partir de 2015 e o de ser o nome da legenda nas eleições a governador de 2018. Marcelo Melo disse a respeito dessas possibilidades que, pelo grau de amizade que mantém com Júnior Friboi, estará ao lado dele caso se cumpram esses anseios. “O PMDB tem que ser renovado, não dá mais para ficar de reboque de somente um grupo.”

Com o retorno de Iris Rezende ao tabuleiro político, retornam também críticas quanto a como será a atuação de sua esposa, a deputada federal dona Iris, durante a campanha. Parlamentar eleita com o maior porcentual de votos em Goiás em 2010, a peemedebista é criticada por ter avançado por todos os colégios eleitorais do Estado, aproveitando-se do fato de Iris ter sido candidato ao governo. Para Marcelo Melo, “tanto faz.” “Não é ruim para a chapa proporcional a candidatura dela, no meu caso, garanto que ela me atrapalha muito pouco no entorno do DF”, avalia.

2 Comment threads
0 Thread replies
0 Followers
 
Most reacted comment
Hottest comment thread
2 Comment authors

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Arnaldo Pinho

Sou eleitora do Marconi, Iris não há renovação e é o dono do partido.

Nenhum militante tem direito a dar palmites no PMDB.

Odlan Cruzeiro

Pessoal, não adianta quem ganha eleição é quem tem voto. Esses prefeitos do PMDB que estão apoiando o Marconi, os Deputados, fribozistas, eles tem sim que se manifestar, e depois das eleições, sair do PMDB. Tenho certeza que dentro do PSDB do Marconi, eles vão poder ser candidatos a Governador, etc.. Do lado de lá, é muito melhor, então eles tem de se manifestar desde agora. Obrigado!