Manifestantes vão às ruas em Goiânia contra e a favor do impeachment

Para acompanhar votação do pedido de destituição da presidente Dilma Rousseff, grupos se reuniram na Praça Universitária e na Tamandaré

Enquanto uns diziam "Não vai ter golpe", outros pediam a prisão | Fotos: André Saddi

Enquanto uns diziam “Não vai ter golpe”, outros pediam a prisão de petistas | Fotos: André Saddi

A votação do pedido de impeachment da presidente Dilma Rousseff (PT) na Câmara dos Deputados no último domingo (17/4) foi acompanhada atentamente por milhões de brasileiros, contando voto a voto o apoio necessário para atingir a vitória pretendida (ou pelos governistas, ou pela oposição). Tanto os pró-impeachment quanto os contrários ao afastamento se reuniram nas ruas das principais capitais para assistir à transmissão da sessão especial.

Em Goiânia, o cenário se repetiu. Manifestantes contrários ao PT e ao governo de Dilma Rousseff de reuniram na Praça Tamandaré para assistir à votação e pedir a saída da presidente. Vestindo verde e amarelo e portando cartazes que pediam, entre outras coisas, a prisão do ex-presidente Lula, os presentes comemoraram a decisão, que saiu por volta das 23h30.

Quando o último voto necessário para aprovação do pedido foi anunciado pelo deputado pernambucano Bruno Araújo (PSDB) os goianienses também comemoraram com gritos e panelaços em alguns dos bairros da capital.

Já na Praça Universitária, grupos favoráveis ao governo federal e contra o impeachment também acompanharam o processo. Ligados principalmente ao PT e à Central Única dos Trabalhadores, eles portavam faixas com “Não vai ter golpe” estampado e pediam a manutenção dos direitos dos trabalhadores.

Confira fotos dos protestos em Goiânia no domingo:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.