Manifestantes invadem Esplanada dos Ministérios contra STF na véspera do 7 de setembro

Apoiadores de Jair Bolsonaro conseguem furar esquema de segurança montado pela Polícia Militar do Distrito Federal e entram antes do previsto; deputado Eduardo Bolsonaro marcou presença nas movimentações

Manifestantes invadem Esplanada dos Ministérios, nesta segunda-feira, 6 | Foto: Reprodução

Em manifestação pró-governo, apoiadores de Jair Bolsonaro (sem partido) conseguiram furar o esquema de segurança montado pela Polícia Militar do Distrito Federal e entrar na Esplanada do Ministério, na noite desta segunda-feira, 6. Apesar e o trânsito do local ter estado fechado desde o último domingo, 5, a PM liberou o bloqueio e permitiu a passagem de veículos em direção ao Supremo Tribunal Federal (STF), após grande pressão dos manifestantes.

Em nota, a PM justificou a passagem dos manifestantes antes do previsto. “Os veículos seria autorizados a entrar à 0h, mas alguns manifestantes tentaram forçar uma entrada com veículos num dos pontos de bloqueio. A situação foi contornada”, declarou. Após o rompimento do esquema de segurança, centenas de pessoas se dirigiram até a frente do Palácio do Itamaraty; deputado Eduardo Bolsonaro (PSL-SP) marcou presença nas movimentações.

No entanto, pararam em um bloqueio que se localizava a poucos metros do Congresso Nacional. No local, foi montado um cordão de isolamento com cerca de 30 policiais, além de unidades da tropa de choque. Durante toda a movimentação, motoristas de caminhões buzinavam e aceleravam, mesmo sem sair do lugar, com a intenção de estimular os manifestantes a seguirem em frente com o ato.

Com o ato, os gramados da Esplanada dos Ministérios ficaram cheios de carros e caminhões estacionados, além de barracas que foram montadas próximas ao Congresso Nacional. Apesar de a movimentação ter diminuído por volta da meia noite, alguns ainda se mantiveram no local com faixas estendidas. Durante a movimentação, antes da aglomeração reduzir, os manifestantes alternaram entre entoar o Hino Nacional e desferir ofensas ao ministro do STF, Alexandre de Moraes.

Uma fonte da Secretaria de Segurança Pública do DF afirmou à Folha de S.Paulo que apesar de a situação estar sendo tratada, por parte do governo local, como invasão dos bloqueios organizados, ainda não houve nenhuma negociação com a PM.

Apoio nas redes sociais

Ministro da Controladoria-Geral da União (CGU), Wagner Rosário exaltou a invasão na Esplanada em seu Twitter, através de um vídeo. Confira:

Já a ministra da Mulher, Família e Direitos Humanos, Damares Alves, publicou vídeos em suas redes sociais em meio aos participantes, comemorando a invasão. “Um barulhão na porta do Ministério desci pra descobrir o que está acontecendo e vejam isso! A Esplanada já está verde e amarela! O povo se bem, o povo da paz chegando!”, escreveu.

O deputado Eduardo Bolsonaro (PSL-SP), filho de Jair Bolsonaro (sem partido), também publicou vídeos participando das movimentações.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.