Manifestantes encapuzados invadem secretaria e ameaçam servidores

Grupo de pessoas entrou na sede da Secretaria Estadual de Educação, Cultura, e Esporte (Seduce) no final da tarde desta terça-feira (26/1) 

Pessoas com rostos tampados invadiram sede da Secretaria Estadual de Educação, Cultura e Esporte (Seduce) | Foto: Seduce

Pessoas com rostos tampados invadiram sede da Secretaria Estadual de Educação, Cultura e Esporte | Foto: Seduce

Um grupo de manifestantes invadiu no final da tarde desta terça-feira (26/1) a sede da Secretaria Estadual de Educação, Cultura e Esporte (Seduce), na Avenida Anhanguera, setor Oeste. De acordo com a Seduce, as pessoas que entraram no prédio da Seduce desligaram a energia da unidade.

Encapuzados, o grupo está “espancando as portas da unidade e gritando pelos corredores”. De acordo com a Seduce, funcionários receberam ameaças. A secretaria informou que servidores ainda estão no prédio.

Segundo informações de pessoas que estão no local, o grupo é contrário à instalação da gestão compartilhada das escolas estaduais por meio de Organizações Sociais (OSs) em Goiás.

A Polícia Militar (PM) enviou equipes à sede da Seduce. Os policiais estão do lado de fora do prédio. De acordo com a assessoria de imprensa da PM, as equipe tentam negociar a saída do grupo de manifestantes do prédio da secretaria.

Até as 20h35 desta terça-feira (26), a PM informou que o tenente-coronel Ricardo Mendes, que participa das negociações com o grupo de manifestantes, continua no local para tentar entrar em acordo com as pessoas que entraram no prédio da Seduce.

O Jornal Opção conversou por telefone com uma das pessoas que ainda está no prédio da Seduce. Segundo a servidora, outra oito pessoas estão com ela. O grupo se trancou no gabinete da secretária Raquel Teixeira, que não está na secretaria.

A funcionária da Seduce afirmou que os manifestantes conseguiram invadir a sala da recepção e depois a sala do chefe de gabinete da secretaria. Minutos antes, a servidora chegou a tentar conversar com as pessoas que entraram no prédio.

A servidora contou que a invasão começou no final do expediente da Seduce, por volta das 18 horas. Alguns funcionários já deixavam o prédio quando o grupo começou a “mandar todo mundo sair” e dizia que tinha ocupado a secretaria.

Segundo a funcionária, ela chegou a conversar com parte do grupo e disse que aquilo era um “órgão público”. “Vocês têm que sair, que agora nós ocupamos tudo”, teria respondido uma das pessoas que entrou na Seduce. Em seguida alguém teria tentado tomar o celular da servidora.

Trancados no gabinete da secretária, nove pessoas tentaram evitas que a porta fosse arrombada com uma mesa. Por volta das 19h30, a servidora relatou que o barulho feito pelo grupo que invadiu a secretaria foi interrompido. “Nós não sabemos o que aconteceu”, afirmou.

Pouco antes, parte dos manifestantes tentou invadir o gabinete pela janela. A tentativa foi registrada pelos servidores e pode ser vista no final da matéria.

De acordo com a funcionária da Seduce, a secretária Raquel Teixeira havia deixado o prédio minutos antes do início da chegada do grupo de manifestantes.

O grupo que ficou no gabinete da secretária tem nove pessoas: duas pessoas da comunicação da Seduce, a chefe de Comunicação Social da secretaria, Teresa Cristina Ribeiro, o chefe de gabinete da pasta, Antônio Celso Ferreira, a secretária do chefe de gabinete e a secretária do gabinete de Raquel Teixeira, dois superintendentes e um subsecretário regional de Educação.

Resposta

Em página do Facebook, os manifestantes contrários a gestão por OSs da educação estadual postaram informações sobre a ocupação da sede da Seduce:

Não adianta manipular comprando a imprensa e nem espancando estudantes com a PM. A população vai muito além disso e já percebeu que nessa história de privatizar via OS, a única inovação é a forma de desviar a verba. Afinal agiliza a corrupção, não tem nem licitação nas compras.

A SEDUCE acabou de ser Ocupada! A secretária Raquel Teixeira não vai mais “cometer o erro” de espancar, atropelar e cortar a água de estudantes que lutam por um ensino público e gratúito. Quem puder, vá para lá agora! A Seduce fica na Av. Anhanguera, entre o Lago das Rosas e o Terminal da Praça A.

No vídeo, postado no Facebook da Seduce, é possível ver o momento em que uma pessoa tenta invadir o gabinete da secretária Raquel Teixeira pela janela:

Momento em que um invasor encapuzado tenta entrar pela janela do prédio da Seduce. Servidores de dentro da sala afirmam que o manifestante portava uma faca.Um grupo chegou ao local no fim da tarde e tentou invadir o gabinete da secretária Raquel Teixeira. A polícia foi acionada.

Posted by Secretaria de Estado da Educação de Goiás – SEDUC on Tuesday, January 26, 2016

 

Veja fotos da invasão:

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.