Manifestantes desocupam sede da Seduce após abertura de envelopes das OSs

Saída ocorreu de forma pacífica, sem tumulto, menos de 24 horas depois da nova invasão pelos integrantes do MST

Fotos: Marcelo Gouveia/Jornal Opção

Fotos: Marcelo Gouveia/Jornal Opção

Integrantes do Movimento de Trabalhadores Sem Terra (MST) decidiram, no início da tarde desta segunda-feira (15/2), desocupar a sede da Secretaria de Educação, Cultura e Esporte (Seduce), juntamente aos demais manifestantes contrários ao programa de gestão compartilhada de escolas com Organizações Sociais (OSs), que já estavam no local.

Conforme informações da Seduce e do movimento, a saída ocorreu de forma pacífica, sem nenhum tumulto, sendo iniciativa dos próprios manifestantes. Após deixarem o prédio, o grupo realizou um ato na entrada da pasta, na Avenida Anhanguera, que ficou com parte do trânsito impedido.

Os manifestantes resolveram deixar o local após a realização da sessão pública de abertura dos envelopes com as propostas técnicas das OSs, que foi realizada no Centro Cultural Oscar Niemeyer, na manhã desta segunda-feira. O grupo aguardava que a solenidade ocorresse na sede da Seduce e, por isso, resolveu ampliar a ocupação.

A sede da secretaria passará por vistoria, especialmente em duas salas que foram invadidas pelos manifestantes, e deverá ter o expediente normalizado a partir desta terça-feira (16/2).

Em nota divulgada momentos antes da divulgação, a Seduce repudiou a invasão do MST, que ocorre na noite do último domingo (14), alegando que, apesar de respeitar o direito à livre manifestação, repudiava os “atos unilaterais” e que a invasão desrespeitava o acordo já feito com o grupo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.