Malafaia: “Sou responsável pela bandidagem dos outros? Estou indignado!”

Alvo de operação da PF, pastor afirmou que recebeu oferta de advogado e não sabia origem do dinheiro

O pastor Silas Malafaia afirmou, nesta sexta-feira (16/12), que foi vítima de uma “tentativa de desmoralização na opinião pública”. O presidente da igreja Assembleia de Deus Vitória em Cristo se manifestou pelo Twitter e afirmou estar “indignado” por ser suspeito do crime.

A Polícia Federal (PF) deflagrou a Operação Timóteo, com o objetivo de desarticular organização criminosa investigada por um esquema de corrupção em cobranças judiciais de royalties da exploração mineral (65% da chamada Compensação Financeira pela Exploração de Recursos Minerais – CFEM – tem como destino os municípios).

Entre os investigados está o pastor, que teria participado da lavagem de dinheiro por supostamente ter recebido valores do principal escritório de advocacia responsável pelo esquema. É suspeito de emprestar contas da igreja para ocultar dinheiro.

Malafaia afirmou que foi acordado nesta manhã por um telefonema que o avisou que a PF estava em sua casa. Ele, que está em São Paulo, garantiu que vai se apresentar e prestar depoimento. A defesa é que ele recebeu uma oferta de R$ 100 mil de um membro da igreja de um amigo e não sabia da origem do dinheiro, “tanto que o cheque foi depositado em conta”.

“Por causa disso sou ladrão? Sou corrupto? Recebo ofertas de inúmeras pessoas e declaro no Imposto de Renda tudo o que recebo. Quer dizer que se alguém for bandido e me der a oferta, sem eu saber a origem, sou bandido? Sou responsável pela bandidagem de outros?” questionou.

Ele também criticou o mandado de condução coercitiva. “É a tentativa para me desmoralizar na opinião pública. Não poderia ter sido convidado para depor? Vergonhoso!”, disse.

2
Deixe um comentário

2 Comment threads
0 Thread replies
0 Followers
 
Most reacted comment
Hottest comment thread
1 Comment authors
GUSTAVO H DE ALMEIDA

FOI APENAS UMA OFERENDA DE CEM MIL REAIS, ATÉ AGORA….TUDO DECLARADO POR DEUS E UNGIDO PELO PASTOR MALACA

GUSTAVO H DE ALMEIDA

O DINHEIRO QUE ACEITEI FOI PRESENTE DE DEUS PELA CAUSA DIVINA