Major Vitor Hugo defende porte arma em entrevista

Segundo ele, ideia é fazer um projeto de Lei para modificar estatuto do desarmamento

Major Vitor Hugo | Foto: Fernando Leite/Jornal Opção

Durante o programa Ronda Policial, na Fonte TV, o deputado Major Vitor Hugo (PSL), líder do governo na Câmara, defendeu o porte de armas para o “cidadão de bem”. Segundo ele, por conta desse “quadro caótico de violência em que vivemos” seria justo que a pessoa pudesse se defender.

Ao programa, ele falou que a legislação que trata do desarmamento foi contrária ao que população deseja — possibilitar o acesso à arma de fogo. “O que não quer dizer que seria a distribuição do armamento, mas também não pode ser o contrário, a dificuldade total da pessoa de bem a ter o acesso para conseguir defender seu patrimônio e a vida”, disse.

Major Vitor Hugo explicou que a ideia é buscar o equilíbrio. Ele lembrou que o presidente Jair Bolsonaro (PSL) já fez um decreto que flexibiliza a posse de armas e cria critérios mais objetivos. “E a nossa ideia é fazer um projeto de Lei para modificar o estatuto do desarmamento para que o porte se torne mais objetivo”, complementou.

O deputado ponderou, ainda, que, no caso da posse, se a pessoa não tem condenação criminal ou problemas com a justiça, o Estado não poderia impedir a aquisição. Ele também destaca a necessidade de avaliação psicológica e habilitação técnica. Em relação ao porte, a observação do parlamentar é que haja “habilidade ainda maior para evitar que a pessoa se machuque ou machuque alguém”.

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.