Major Vitor Hugo comemora escolha de goianos para papéis de destaque no PSL

“É um prestígio que irá inserir Goiás de vez no cenário nacional”, avalia novo líder do governo na Câmara

Foto: Reprodução

O deputado goiano Major Vitor Hugo (PSL) anunciado pelo presidente Jair Bolsonaro (PSL) na noite desta segunda-feira, 14, como novo líder do governo na Câmara falou ao Jornal Opção sobre o seu novo papel na política nacional.

“É um grande desafio que o presidente Jair Bolsonaro me atribuiu, que é participar da construção de uma nova relação do Executivo com Legislativo. Essa mudança não é um desejo estritamente pessoal meu ou do presidente, mas sim algo que o Brasil espera de nós”, disse o parlamentar.

Sobre sua escolha, o Major explicou que o presidente geralmente escolhe deputados do seu próprio partido e dentro do PSL, as lideranças com mais mandatos já estariam imbuídas de outras funções, como o delegado Waldir Soares que exerce a liderança do PSL nacional.

“Entre os deputados em primeiro mandato, eu sou o que tem mais experiência na Câmara, por conta da minha atuação como advogado e consultor legislativo concursado”, explicou o Major.

O novo líder também ressaltou o elemento “confiança” depositado por Bolsonaro em seu nome. “Acredito que minha experiência, além da confiança, pesaram na escolha”, pontuou.

O Major já está se preparando para trabalhar na articulação de medidas prioritárias para o governo no Congresso. “Pretendo falar com os líderes dos partidos, conversar com os presidenciáveis da Câmara e ministros para construirmos um bom relacionamento contínuo com os parlamentares”.

Segundo o deputado, nesta terça-feira, 15, ele já manteve contato com lideranças do governo como o ministro da Casa Civil, Onyx Lorenzoni, além de participar da reunião ministerial para se inteirar de todas as discussões.

Sobre a escolha de um representante goiano para a liderança do governo na Casa, o Major disse que, “é um prestígio que irá inserir Goiás de vez no cenário nacional, com o delegado Waldir na presidência do partido até fevereiro, podendo continuar, e eu na liderança do governo na Câmara”, finalizou.

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.