Mais próximo da Venezuela, Irã desafia Estados Unidos

País persa abriu supermercado em território venezuelano e representante do governo defendeu que nações que sofrem com embargos dos EUA devem se ajudar

Presidente dos Estados Unidos, Donald Trump | Foto: reprodução)

O primeiro passo foi enviar cinco navios com gasolina, depois um barco carregado com alimentos para inaugurar o primeiro supermercado iraniano na Venezuela — o que representa competição para os produtores locais e um desafio para os Estados Unidos, inimigo dos dois países aos quais impõe severas sanções. 

“Nós, países sob sanções, podemos ajudar-nos. Por exemplo, a Venezuela tem muitos produtos que não há no Irã e os venezuelanos têm muitas necessidades que podemos suprir”, disse vice-ministro da Indústria do Irã, Issa Rezaei, à TV estatal venezuelana na inauguração do novo supermercado, no últim dia 30.

Caracas e Teerã são alvos das críticas do governo do presidente Donald Trump há muito tempo. Trump se refere ao líder venezuelano, Nicolás Maduro, como ditador e garante que o governo do país persa tem vínculos com o terrorismo.

Entregar este espaço ao Irã é uma “demonstração de que tudo que foi expropriado pelo chavismo fracassou, além de representar uma bofetada às sanções de Washington”, disse o economista José Manuel Puente, professor do Centro de Políticas Públicas do Instituto de Estudos Superiores de Administração (IESA). Para Puente, apesar da retórica anti-EUA que Caracas e Teerã compartilham, a relação “não resolverá o ciclo de desastre que a Venezuela vive”

A Venezuela está entrando em seu sétimo ano de recessão e seu quarto de hiperinflação. Segundo a Pesquisa Nacional de Condições de Vida, conduzida por três das principais universidades do país, a prolongada crise impede que quatro em cada cinco venezuelanos tenham acesso aos produtos da cesta básica.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.