Mais de 80 celulares, facas artesanais e drogas são apreendidos durante operação na CPP de Aparecida de Goiânia

A ação foi realizada por funcionários da Secretaria de Estado da Administração Penitenciária e Justiça (Sapejus) durante os períodos matutino e vespertino

cpp

Mais de 80 celulares, facas artesanais, drogas, vários carregadores de celular, chips, entre outros itens, foram apreendidos nesta quarta-feira (9/7) durante uma operação na Casa de Prisão Provisória (CPP) de Aparecida de Goiânia.

A ação foi realizada por funcionários da Secretaria de Estado da Administração Penitenciária e Justiça (Sapejus) durante os períodos matutino e vespertino. A assessoria do órgão divulgou que foram intensificados os números de ações nas unidades do complexo, mas que horários não devem ser divulgados por questão de segurança.

O governador Marconi Perillo (PSDB) exonerou no dia 16 de junho o então titular da Sapejus, Edemundo Dias. Por determinação do tucano, o secretário de Segurança Pública Joaquim Mesquita assumiu a pasta e acumula as funções desde então.

Conforme nota enviada à imprensa, Edemundo e o ex-superintendente-executivo da Sapejus Antônio Carlos de Lima pediram exoneração no final da tarde daquele dia. As demissões ocorreram um dia após a veiculação de uma reportagem especial pelo Fantástico, da TV Globo, sobre supostas regalias concedidas a detentos na Penitenciária Odenir Guimarães, em Aparecida de Goiânia.

Durante a matéria, o ex-secretário afirmou desconhecer as mordomias e privilégios oferecidos, sobretudo aos chefes de quadrilhas. “Estou tomando conhecimento agora e vou mandar verificar. Se for constatada alguma irregularidade nesse sentido, nós vamos tomar as providências”, alegou Edemundo à reportagem do Fantástico. A postura do então titular teria irritado o governador.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.