Mais de 7 mil multas são aplicadas pela PRF no feriado

Segundo a polícia, irresponsabilidade foi a maior causa das notificações e mortes nas estradas. Caso mais grave foi o de Luziânia, em que seis morreram carbonizadas

Motociclista flagrado a 194 km/h, entre Anápolis e Abadiânia | Foto:PRF/Divulgação

Motociclista flagrado a 194 km/h, entre Anápolis e Abadiânia | Foto:PRF/Divulgação

O feriado de Corpus Christi registrou um total de 7.693 mil multas nas rodovias federais que cortam Goiás, conforme relatório divulgado pela Polícia Rodoviária Federal (PRF) nesta segunda-feira (8/6).

Somente no último domingo (7), cerca de dois mil motoristas e motociclistas foram flagrados em excesso de velocidade na BR-060, entre Goiânia e Brasília. Segundo o inspetor Fabrício Rosa, o que impressiona é a falta de responsabilidade dos condutores. “Esse comportamento provoca acidentes entre eles próprios e, principalmente, atropelamentos de pessoas que moram em vilarejos desse trecho”, relatou.

Chama a atenção também os 578 casos de ultrapassagens em locais proibidos. Segundo o policial, os cortes pelo acostamento e em trechos proibidos não justificam a ideia de chegar ao destino mais cedo.

Neste ano a PRF não divulgou, até o momento, a comparação com os dados de 2014, já que o feriado do ano passado não foi prolongado. No entanto, um balanço comparativo será apresentado após as 14 horas de hoje.

No total, 5.143 veículos foram fotografados pelos equipamentos da PRF. Os testes de embriaguez somaram 2.830 mil — sendo que as multas por esse motivo chegaram a 62 e as prisões, a seis.

Mortes

O principal caso de irresponsabilidade ao volante observado por Fabrício Rosa foi o do acidente que vitimou seis pessoas carbonizadas na BR-040, na noite de domingo. Um carro saiu de Patos de Minas (MG) com o motorista, embriagado, e mais três pessoas. “Elas pediram que o homem não cometesse irresponsabilidades na estrada. Sem serem atendidas, trocaram de veículos [de colegas que vinham atrás]”, detalhou.

Carro com placa de Minas Gerais era conduzido por motorista alcoolizado | Foto: PRF/Divulgação

Carro com placa de Minas Gerais era conduzido por motorista alcoolizado | Foto: PRF/Divulgação

Na altura de Luziânia, Entorno do Distrito Federal, o carro invadiu a faixa contrária e colidiu contra um Fiat Uno, que saiu de Brasília com destino a Cristalina. Nele, estavam quatro idosos, que voltavam de uma festa da terceira idade — todos morreram queimados instantaneamente.

Outro acidente, envolvendo um VW Gol e uma motocicleta na BR-153, em Morrinhos, é considerado estranho pela PRF. Os envolvidos estavam consumindo bebida alcóolica juntos em um bar às margens da rodovia. “Depois, voltaram para cidade e, na sequência, se chocaram. É muito estranho e estamos investigando se houve intenção do motorista em matar o piloto da moto”, afirmou.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.