Maguito Vilela completa dois meses de internação em São Paulo

O estado de saúde do prefeito eleito continua estável e sem alterações significativas

Maguito Vilela (MDB) | Foto: Paulo José

No dia 27 de outubro, o então candidato do MDB, Maguito Vilela foi transferido em uma UTI área para o Hospital Israelita Albert Einstein, com o quadro grave de Covid-19. O candidato estava em plena campanha quando foi contaminado e aos poucos o quadro dele foi se agravando. Maguito tem 71 anos e pela idade é considerado grupo de risco. Além disso, ele teve duas irmãs que faleceram vítima da doença.

A campanha transcorreu com a ajuda de apoiadores como o filho Daniel Vilela, presidente do MDB estadual, vereadores, deputados e do candidato a vice-prefeito Rogério Cruz, que era presença constante até também contrair o vírus. Mas ao contrário de Maguito, teve sintomas leves e logo voltou para a campanha. A dupla venceu a eleição e vai comandar o executivo municipal nos próximos quatro anos.

Durante estes dois meses, o quadro de Maguito oscilou entre melhoras e recaídas, como um sangramento pulmonar que teve logo após o segundo turno. Desde então, o candidato tem se reestabelecido vagarosamente com a ajuda dos médicos e da tecnologia.

A sedação tem diminuído, mas ele segue na UTI, em diálise, traqueostomizado, em pressão de suporte com niveis adequados de oxigenação. Responde aos estímulos seguindo em programa de reabilitação.

É improvável que o prefeito eleito terá condições de estar presente na posse no dia 1º de janeiro, mas as expectativas de todos é que de ele se estabeleça e possa governar a cidade que o escolheu, em breve. Enquanto o isso, seu vice-prefeito Rogério Cruz, afirma que implementará o plano de governo de Maguito.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.