Lula é denunciado por corrupção e lavagem de dinheiro no caso do sítio de Atibaia

O ex-presidente é acusado pelos crimes de corrupção passiva e lavagem de dinheiro

foto: Divulgação

A força-tarefa da Lava Jato do Ministério Público Federal (MPF) em Curitiba, denunciou, nesta segunda-feira (22/5) o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) pelos crimes de corrupção passiva e lavagem de dinheiro.

As investigações envolvem o sítio em Atibaia, no interior de São Paulo. Esta é a terceira denúncia que o MPF apresenta à Justiça contra Lula. Nas outras ações penais, ele é acusado de ter recebido propina das construtoras OAS e Odebrecht.

Agora, cabe ao juiz Sérgio Moro decidir se recebe ou não a denúncia, que acusa o ex-presidente de “estruturar, orientar e comandar esquema ilícito de pagamento de propina em benefício de partidos políticos, políticos e funcionários públicos com a nomeação, enquanto presidente da República, de diretores da Petrobras orientados para a prática de crimes em benefício das empreiteiras ODEBRECHT e OAS”.

A denúncia diz ainda que Lula recebeu “propina para o seu benefício próprio consistente em obras e benfeitorias relativas ao sítio de Atibaia custeadas ocultamente pelas empresas SCHAHIN, ODEBRECHT e OAS”.

Além de Lula, outras 12 pessoas são citadas neste processo, entre eles Marcelo Bahia Odebrecht, pelo crime de corrupção ativa e José Carlos da Costa Marques Bumlai, acusado da prática do crime de lavagem de dinheiro.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.