Lula é condenado a nove anos de prisão por corrupção e lavagem de dinheiro

Sentença do juiz Sergio Moro saiu nesta quarta-feira. Para o juiz, ex-presidente recebeu propina da OAS para viabilizar contratos com a Petrobras

O juiz Sergio Moro sentenciou, nesta quarta-feira (12/7), o ex-presidente Lula (PT) a nove anos e meio de prisão por corrupção e lavagem de dinheiro. Ele foi condenado por receber propina da empreiteira OAS para viabilizar contratos com a Petrobras em ação penal que envolve a compra e reforma de um apartamento triplex em Guarujá (SP).

Com a decisão, entretanto, o ex-presidente ainda não será preso. Agora, a defesa deve apresentar recurso e ele recorre em liberdade até que o Tribunal Regional Federal (TRF) da Quarta Região de Porto Alegre (RS)  julgue a questão. Se a posição de Moro for mantida, ele será preso — em prisão domiciliar, já que tem mais de 70 anos — e fica inelegível.

Na decisão, Moro também decretou que Lula não pode exercer cargos e funções públicas por 19 anos, decretou o confisco do triplex. Além do recurso no TRF, Lula também ainda pode recorrer no Superior Tribunal de Justiça (STJ) e no Supremo Tribunal Federal (STF). Esta é a primeira vez que um ex-presidente brasileiro é condenado por corrupção.

Este não é o único processo envolvendo Lula no âmbito da Operação Lava Jato: Ele é réu em mais dois processos; foi denunciado pelo caso do sítio em Atibaia, no interior de São Paulo; e é alvo de dois inquéritos.

Nos que ele é réu, a Justiça vai julgar seu envolvimento na suposta venda de contratos do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (Bndes) e na venda de medidas provisórias. Já os inquéritos envolvem a formação de organização criminosa para fraudar a Petrobras e outro a tentativa de barrar as investigações da Lava Jato ao se tornar ministro da ex-presidente Dilma Rousseff (PT).

1 Comment threads
0 Thread replies
0 Followers
 
Most reacted comment
Hottest comment thread
1 Comment authors

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

ADALBERTO DE QUEIROZ

Por que a manchete é ”Defesa vai recorrer” e não: “Lula é condenado”?