Lula diz que quer conversar com Ciro Gomes; pedetista o chama de “cínico”

Ex-presidente está em visita ao Ceará, reduto eleitoral do possível adversário em 2022, e revelou estar disposto a diálogo com qualquer pessoa que aceite

O ex-presidente Lula (PT) disse, neste sábado, 21, que está aberto a conversar com qualquer pessoa que aceite encontrá-lo, incluindo Ciro Gomes (PDT), seu possível adversário na eleição presidencial de 2022.

Em tour pelo Nordeste, o petista esteve visitando o Porto do Pecém, em São Gonçalo do Amarante, na região metropolitana de Fortaleza, a capital do Ceará, reduto eleitoral de Ciro.

Nos últimos meses, o pedetista tem feito críticas a Lula e tentado se firmar como uma terceira contra Jair Bolsonaro (sem partido) e o PT. 

“Minha mãe me dizia para não brigar, por isso se um não quer, dois não brigam. Estou aberto a conversar com quem quiser falar comigo. Respeito muito o Ciro, mas entendo que meus adversários me critiquem. Se ele for na televisão e falar bem, eu ganho a eleição”,

O ex-presidente declarou: “Minha mãe me dizia para não brigar, por isso se um não quer, dois não brigam. Estou aberto a conversar com quem quiser falar comigo. Respeito muito o Ciro, mas entendo que meus adversários me critiquem. Se ele for na televisão e falar bem, eu ganho a eleição”, disse Lula.

O Ceará é o quarto estado do Nordeste que o ex-presidente visita nesta semana — antes, passou por Pernambuco, Piauí e Maranhão. Lula voltou a frisar que ainda não decidiu se será candidato a presidente em 2022 e que a ideia de viajar o Brasil é conversar com vários segmentos justamente para tomar uma decisão. Ele visitou o Complexo Portuário do Pecém acompanhado do governador do Ceará, Camilo Santana (PT).

“Não gosto quando falam que eu e Bolsonaro somos polarizados. Quem fala isso mente. Eu tenho uma história, meu governo foi democrático. Temos que em 2022 nos unir para tirar isso aí que foi eleito em 2018 [Bolsonaro], essa anomalia, vencer o fascismo. Se eu não for candidato, votarei em qualquer um que for contra o Bolsonaro no segundo turno” disse Lula.

Lula recebeu de Camilo Santana um capacete elmo, equipamento criado no Ceará e que ajuda na recuperação de pacientes internados por Covid-19. Lula perguntou se o governador havia levado o capacete ao Ministério da Saúde e Camilo respondeu que sim. “Mas Bolsonaro não deve ter visto”, disse o ex-presidente.

Como uma espécie de resposta, Ciro colocou em seu Twitter uma enquete irônica, acusando Lula de plágio por uma frase/ideia que seria sua:

Neste sábado, 21, Lula ainda se encontraria com representantes de movimentos sociais e influenciadores digitais cearenses, no hotel em que está hospedado em Fortaleza. 

* Com informações da Folha de S.Paulo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.