Lula diz não ter medo de protesto durante a Copa

Foto: Marcello Casal Jr/ABr

Foto: Marcello Casal Jr/ABr

Em um discurso feito na cidade de Santo André (SP), na última quarta-feira (30/4), o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva defendeu a realização da Copa do Mundo no Brasil e disse não ter “medo de protestos”. Após lembrar da história dele e da presidente Dilma Rousseff, Lula afirmou: “Gente, vocês imaginam se nessa altura do campeonato, com 68 anos dos quais 38 fazendo protesto, eu vou ter medo de protesto? Quem quiser protestar que proteste.”

O ex-presidente, nascido em Pernambuco, esteve em Santo André para receber o título de cidadão honorário. O seu discurso teve uma hora de duração, e algumas falas polêmica. Além de dizer que “quem quiser protestar, que proteste”, o ex-presidente petista disse que não pode deixar de fazer uma Copa devido às condições de vida de alguns brasileiros. “Se eu ficar dizendo que não pode ter [Copa] porque tem criança na rua ou porque não tem escola pra todo mundo, nós não vamos fazer nada. O que nós temos que compreender é que uma Copa do Mundo não se trata de dinheiro, quanto vai entrar”, e completou: “Não importa quanto vai entrar. A Copa do Mundo é um estado, um momento de encontro de civilizações em que o Brasil precisa mostrar a sua cara”.

Em junho do ano passado, protestos contra o aumento da tarifa dos ônibus deram início à onda de manifestações no país. Com problemas nas área da saúde, educação, e enormes valores sendo gastos para sediar a Copa do Mundo no Brasil, a população passou a protestar contra a competição, pedindo em cartazes e faixas “Saúde no padrão Fifa”, entre outras frases que se tornaram conhecidas. Nas redes sociais, um movimento chamado “Não vai ter Copa” aponta que cidadãos irão às ruas durante a competição para mostrar insatisfação e revolta.

copa-sao pauloNa última terça-feira (29) em São Paulo, cerca de 500 pessoas, segundo a Polícia Militar, se reuniram em uma manifestação contra a Copa. Além de pedir pelo fim da corrupção, o grupo queimou álbuns de figurinhas da competição mundial como forma de protesto

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.