O presidente eleito e diplomado Luís Inácio Lula da Silva (PT), definiu quem assumirá o lugar do General Heleno, indicado pelo presidente Bolsonaro (PL). O general da reserva Marco Edson Gonçalves Dias será o novo ministro-chefe do Gabinete de Segurança Institucional do petista.

Dias atuou como segurança pessoal de Lula no primeiro mandato do petista, quando ainda era major. Mais tarde, ele foi chefe da Coordenadoria de Segurança Institucional da ex-presidenta Dilma Rousseff (PT), há época ele foi promovido ao posto de general.

O militar faz parte da equipe de transição do governo na área de inteligência estratégica, também atuou na campanha do petista em eventos para auxiliar na montagem dos eventos que o então candidato Lula participava.