Lula defende revolução no PT e afirma que integrantes só pensam em cargos

“Não sei se é defeito nosso ou do governo. O PT perdeu a utopia”, afirmou ex-presidente em evento que teve presença do ex-primeiro-ministro espanhol Felipe González

lula e ex-ministro espanhol

Ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva e ex-primeiro-ministro espanhol Felipe González | Foto: Instituto Lula

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva disse, nesta segunda-feira (22/6), durante seminário “Novos desafios da democracia”, promovido pelo Instituto Lula, que o PT deve se transformar, passar por uma revolução. Segundo o petista, a legenda possui vícios de todo partido que chega ao poder. “Não sei se é defeito nosso ou do governo. O PT perdeu a utopia”, afirmou.

Lula alegou que os integrantes do partido só pensam em cargos e em serem eleitos. “Nós temos que definir se queremos salvar nossa pele, nossos cargos ou nosso projeto.” O evento teve presença do ex-primeiro-ministro espanhol Felipe González, que foi ao local para falar sobre a experiência de ter o seu partido PSOE (Partido Socialista Operário Espanhol) envolvido em corrupção, e como a legenda se reergueu após as denúncias.

Na ocasião, González disse entender a “aflição” que existe no Brasil, mas, segundo ele, é mais por motivo político do que pela situação econômica em si. O ex-primeiro-ministro ainda afirmou: “Para resolver o desafio da democracia é preciso fazer como fez Lula, criar um projeto de País que seja para todos.”

No mesmo evento, o presidente do Instituto, Paulo Okamotto, disse que as redes sociais complicam a democracia. Okamotto disse a “questão da democracia se tornou ainda mais complicada hoje”, especialmente pela existência das redes sociais “onde existem tantas opiniões, mas tão superficiais”.

Esta não é a primeira vez que o ex-presidente critica, de alguma forma, o governo de Dilma Rousseff (PT). Em maio deste ano, durante um encontro que fechou o 8º Congresso do Sindicato dos Metalúrgicos do ABC, em São Bernardo do Campo, Lula criticou a forma com que o pacote de ajuste fiscal tem sido conduzido pelo governo da presidente Dilma Rousseff (PT). Já na última quinta-feira, em reunião com integrantes das pastorais de base da Igreja Católica, Lula disse que a presidente Dilma “está no volume morto”. (Com informações do jornal Folha de S. Paulo e do Instituto Lula)

Uma resposta para “Lula defende revolução no PT e afirma que integrantes só pensam em cargos”

  1. Avatar Epaminondas disse:

    Lula, que não explicou a Rose Noronha, vem falar em “utopia”.

    Eu usaria outro termo para a visão do Lula: “Distopia”. Um lugar aonde se alguém está movido pelo interesse social, pode roubar, sequestrar e matar.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.