Críticas foram feitas em encontro do petista com líderes religiosos. O ex-presidente ainda disse: “O PT está abaixo do volume morto e eu estou no volume morto”

Foto: Ricardo Stuckert/ Instituto Lula
“Dilma está no volume morto, o PT está abaixo do volume morto e eu estou no volume morto”, disse o presidente em conversa | Foto: Ricardo Stuckert/ Instituto Lula

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva afirmou, em reunião com integrantes das pastorais de base da Igreja Católica, na última quinta-feira (18), que a presidente Dilma Rousseff (PT) “está no volume morto”. Lula chamou o governo da aliada de “governo de mudos”. As informações são do jornal “O Globo”.

No encontro, realizado no Instituto Lula, o petista pontuou promessas descumpridas pela presidente. Nesse momento, o petista citou a promessa de “não mexes no direito dos trabalhadores”. “Dilma está no volume morto, o PT está abaixo do volume morto e eu estou no volume morto”, disse o presidente em conversa.

Lula ainda disse que o País não tem tido boas notícias há algum tempo. “Fiz essa pergunta a Dilma: ‘Companheira, você lembra qual foi a última notícia boa que demos ao País?’ Ela não lembrava.”

Os participantes do encontro ainda criticaram o PT, defendendo que o partido volte a se aproximar dos trabalhadores. O ex-presidente concordou, e disse que os petistas “trocaram a discussão da política pela do mandato”. (Informações do jornal “O Globo”)