Lúcia Vânia defende comissão que analisa super-salários de servidores públicos

Comissão instalada por Renan Calheiros buscará servidores dos três Poderes que recebem acima do teto; senadora goiana acredita que situação deve ser corrigida

Para senadora, é natural que num momento de crise medidas como essa sejam tomadas | Foto: Gerldo Magela/Agência Senado

Para senadora, é natural que num momento de crise medidas como essa sejam tomadas | Foto: Gerldo Magela/Agência Senado

O presidente do Senado, Renan Calheiros (PMDB-AL), instalou, na última quinta-feira (10/11) uma comissão especial que terá como objetivo analisar salários de servidores públicos acima do teto constitucional. A Comissão Especial do Extrateto será relatada pela senadora Kátia Abreu (PMDB-TO) e tem um prazo de 20 dias para fazer a análise nas folhas de pagamentos dos Poderes Executivo, Legislativo e Judiciário.

A senadora goiana Lúcia Vânia (PSB) é favorável à instalação da comissão. De acordo com ela, é normal que num momento de crise e que exige propostas como a da PEC 55/241, se busque corrigir uma situação como a dos super-salários.

“Já existe na Constituição uma determinação que garante o teto como o máximo, então é normal buscar corrigir esse extrateto. Estamos fazendo uma restrição no aumento de salários, nessa situação [de crise] grande parte dos funcionários não podem ter reajuste, então é natural que isso aconteça”, defendeu.

Ao instalar a comissão, Calheiros considerou inadmissível a manutenção desses salários no momento pelo qual o país passa. “É inadmissível que, por falta de vigilância, existam agentes públicos que estejam ganhando mais de R$100 mil e até R$200 mil em salários nas estatais e em outras esferas públicas. Não é admissível, não é sensato. Não é justo com a saúde, não é justo com a educação, não é justo com a segurança pública”, disse.

Agenda

Nesta quarta-feira (16), a Comissão Especial do Extrateto tem duas reuniões externas agendadas. A primeira, às 10h, com a presidente do Supremo Tribunal Federal, ministra Carmen Lúcia, e a segunda, às 16h, com o presidente da República, Michel Temer (PMDB). Já na quinta-feira (17), a comissão se reúne às 11h com o procurador-geral da República, Rodrigo Janot.

De acordo com informações da secretaria da comissão, a ideia é apresentar os senadores integrantes do colegiado e pedir a colaboração do Executivo, do Judiciário e do Ministério Público. As reuniões também vão permitir a discussão de critérios para considerar os itens remuneratórios dentro do teto e projetos que podem acabar com a vinculação de salários. (Com informações da Agência Senado)

1
Deixe um comentário

1 Comment threads
0 Thread replies
0 Followers
 
Most reacted comment
Hottest comment thread
1 Comment authors
Antonio Alves

Por que só agora se percebeu que há pessoas ganhando tanto dinheiro? A senadora Lúcia Vânia, durante 14 anos no Senado e outros tantos na Câmara não havia observado isso? Ou estão querendo desviar as atenções do povo para aprovar a PEC 55?