Lojas Americanas terá que indenizar em 20 mil cliente constrangida em vistoria

“Pessoas conseguiam ver o constrangimento que as duas garotas passaram”, justificou o magistrado, ao estipular a indenização por danos morais

Consumidora receberá indenização de R$ 20 mil da rede de varejo Lojas Americanas, após ter sido obrigada a levantar a camiseta para ser revistada por um gerente, na saída de uma unidade localizada na capital. No processo, é detalhado pela cliente que ela e uma amiga tinham entrado em uma das lojas da rede em busca de um caderno, mas devido ao considerar os preços altos, preferiu não adquirir o produto.

No entanto, é explicado na sentença que, na saída da loja o funcionário teria solicitado à mulher que ela devolvesse qualquer produto que poderia ter sido pego ou contasse caso tivesse devolvido algum objeto. Em nota, a própria Americanas ressaltou “repudiar qualquer ato de desrespeito” e que “realiza treinamentos periódicos para melhor qualificar suas equipes”, inclusive sobre temas sobre ética e atendimento.

Apesar do posicionamento, a empresa irá recorrer da decisão do juiz Sebastião José de Assis Neto, que entendeu a situação como vergonhosa para as duas garotas. “Pessoas conseguiam ver o constrangimento que as duas garotas passaram”, justificou o magistrado, ao estipular a indenização em R$ 20 mil por danos morais. A sentença com a condenação são de 11 de fevereiro deste ano, mas o caso ocorreu em 2019.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.