Loja causa polêmica ao anunciar venda de camiseta com imagem de Lula decapitado

Marca autointitulada “libertária” também criou ilustração com o filósofo Karl Marx na mesma situação do ex-presidente

Para justificar imagem de Lula decapitado, página usou ilustração feita por coletivo da Universidade Federal de Goiás (UFG). Antes, eles próprios haviam postado imagem com Bolsonaro sendo estrangulado | Fotos: Reprodução Facebook

Uma loja online vem causando polêmica na internet depois que anunciaram a venda de uma camiseta com a imagem do ex-presidente Lula (PT) decapitado. Segundo um comunicado no site da Snake Bite, que se autointitula “libertária”, os produtos ainda não estão disponíveis e serão colocados no ar para pré-venda a partir de sábado, dia 15 de abril.

Nos comentários, internautas acusaram a página de incitar a violência e o ódio e de atitudes fascistas. Por outro lado, alguns manifestaram interesse, pediram preços e afirmaram que, por eventuais práticas de corrupção, Lula merecia ter a cabeça degolada. Outras pessoas pediram ainda versões da imagem com personalidades como o juiz responsável pela Operação Lava Jato, Sergio Moro; a ex-presidente Dilma Rousseff (PT); e o senador Aécio Neves (PSDB-MG).

Depois de serem criticados por lucrarem com a imagem de Lula e fazerem uma ilustração do tipo, a página postou uma outra imagem, pintada no muro da Universidade Federal de Goiás (UFG), que mostra um homem que seria o deputado federal Jair Bolsonaro (PSC-SP) também decapitado. “A esquerda vem nos criticar… ‘fascistas! extremistas!’. Esquerda: a rainha da incoerência”, escreveram eles.

Além da imagem do ex-presidente, eles também já anunciaram outra camiseta com o pensador comunista Karl Marx na mesma situação de Lula. Bolsonaro também é mostrado em uma ilustração postada na página da loja sendo estrangulado e picado por uma cobra. Além de anunciar a venda das camisetas, a Snake Bite também disponibilizou wallpapers para celular com as polêmicas ilustrações.

No site oficial da marca, há apenas a imagem de Marx degolado, o anúncio do início das vendas, o e-mail de contato e um endereço falso que coloca como sede da empresa a cidade de Liberland, em alusão ao posicionamento político –anarquista — de seus criadores.

Deixe um comentário