Livraria Cultura poderá ter falência decretada

A dívida total da livraria é de aproximadamente R$ 285 milhões

A justiça de São Paulo rejeitou o pedido da Livraria Cultura para aprovar mudanças no plano de recuperação judicial da empresa. O juiz Marcelo Barbosa Sacramone, da 2ª Vara de Falências deu prazo de 5 dias para a varejista comprovar o integral cumprimento das obrigações previstas no plano original, caso contrário, a empresa poderá ter decretada a sua falência.

A dívida total da livraria é de aproximadamente R$ 285 milhões. Os credores teriam rejeitado a possibilidade de um outro plano. A empresa disse que vai recorrer da decisão.

A livraria contesta que as obrigações do plano de recuperação precisam ser revistas por causa do impacto da atual pandemia no fluxo financeiro.

Caso a falência seja decretada, os ativos da Cultura vão ser liquidados para abonar as dívidas atuais.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.