Lissauer Vieira fala de corrupção e detona Marconi Perillo

Presidente da Alego afirmou que população de Goiás precisa de senador que pense para frente e tenha ficha limpa

Em entrevista ao Programa Beto Mendes, da Rádio Alvorada FM de Rialma, o presidente da Assembleia Legislativa de Goiás (Alego) e pré-candidato ao Senado, Lissauer Vieira (PSD), criticou a gestão do ex-governador Marconi Perillo (PSDB), possível adversário na corrida para o Senado. Lissauer destacou problemas da passagem de Marconi pelo governo e pelo Senado, afirmando que o adversário já teve a oportunidade dele num outro momento e a população de Goiás não quer voltar ao passado. “O povo goiano não quer voltar para anos atrás, quando tínhamos Goiás estampado nas paginas de corrupção, de falcatruas. O que nós queremos agora é pensar pra frente”, declarou.

O presidente da Alego também comentou números da corrida ao Senado, que pode contar com Marconi, que ainda não definiu se disputa mandato de senador, governador ou mesmo se irá colocar o nome nas eleições de 2022. O ex-governador desponta como líder de intenções de voto em pesquisa do Instituto Real Time Big Data, contratado pela Record Goiás, com 18 pontos percentuais a frente do segundo colocado, João Campos. Marconi tem 27% das intenções de voto e João Campos (Republicanos), tem 9%. Na mesma pesquisa, Lissauer Viera aparece com 3%. Apesar disso, Lissauer destaca um outro dado que considera importante para o pleito. “Ao mesmo tempo em que ele lidera a pesquisa, ele lidera também a rejeição, que é altíssima”, pontua.

Para Lissauer, Marconi já foi rejeitado nas últimas eleições, quando “o povo disse não ao ex-governador”, por problemas percebidos nas gestões. “São obras inacabadas, promessas não cumpridas, problemas estruturais, dívidas faraônicas, programas sociais que não foram concluídos, falta de repasse de saúde e educação para municípios e tantos outros problemas de credibilidade que o Estado de Goiás vivia.”

Ainda na entrevista, o presidente da Alego afirmou que no governo de Perillo, Goiás não tinha condição de obter empréstimos com bancos ou com o Tesouro Nacional, por estar negativado, mas hoje e a realidade é outra. Diante disso, ele acredita que o povo vai analisar o passado de cada candidato e, então, pesar o histórico na hora do voto. “Goiás precisa de um senador que tenha ficha limpa e que pense pra frente”, declarou. “Nós precisamos de gente nova, de cabeça nova, de representatividade nova no Senado e essa é a nossa proposta”.

2 respostas para “Lissauer Vieira fala de corrupção e detona Marconi Perillo”

  1. Avatar Giovanni Lelis Nunes disse:

    Política tem umas pessoas interessantes viu!

    Esse pré-candidato a senador até poucos meses atrás queria encerrar sua carreira política, querendo uma vaga no Tribunal de Contas do Estado de Goiás.

    Agora em entrevista fica atirando em outras pessoas que tem serviços prestados e fico aqui imaginando como pode alguém votar numa pessoa dessas que fala em renovação com um discurso de jogar pedra em outros pré-candidatos… eleitor preste bem atenção realmente em quem votar viu???

  2. Avatar Stanley Valente disse:

    Cuspindo no prato que comeu, não merece a confiança do povo goiano, seu cara seca.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.