Lissauer Vieira diz que Lúcio Flávio não tem moral e advogado da Enel rebate

Presidente da OAB em Goiás respondeu que parlamentar desconhece funcionamento do Estado Democrático de Direito

À esquerda, Lissauer Vieira. À direita, Lúcio Flávio | Fotos: Fernando Leite e Fábio Costa/Jornal Opção

Com a discussão de uma encampação da Enel em pauta entre os parlamentares na Assembleia Legislativa de Goiás (Alego), um embate público foi travado entre o advogado da companhia de distribuição de energia e presidente da Ordem dos Advogados do Brasil em Goiás (OAB-GO), Lúcio Flávio, e o presidente da Casa, Lissauer Vieira (PSB).

Ao Jornal Opção, o deputado disse que falaria a todos os advogados do Estado de Goiás para que pedissem a Lúcio Flávio que se afastasse da presidência da OAB. “Ele não tem moral nenhuma para falar. Ele tem interesse financeiro nisso”, afirmou Lissauer, que questionou a atuação do advogado na defesa da Enel. “Não temos diálogo com essa empresa [Enel] mais. Agora é na Lei. Na Assembleia, vamos aprovar com unanimidade. Vamos em frente e o governador vai sancionar.”

Em nota, o presidente da OAB respondeu ao líder da Alego. Na declaração, Lúcio Flávio diz esperar de um presidente de Poder que saiba separar a atuação profissional do advogado de sua atuação institucional enquanto presidente da Ordem dos Advogados. “Não ser capaz de realizar essa elementar distinção revela preocupante desconhecimento quanto ao funcionamento do Estado de Direito, do imperativo constitucional da ampla defesa e da essencialidade do advogado para o pleno exercício dessa garantia fundamental.”

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.