Lissauer rebate Teófilo: PSL não teria direito a vagas na CCJ

Após escolha da nova CCJ da Alego, realizada nesta terça-feira, 19, deputado do PSL se sentiu excluído e entrou com pedido de liminar para tentar vaga

Fotos: Jornal Opção/Reprodução

O deputado Humberto Teófilo (PSL) recebeu a resposta do presidente da Assembleia Legislativa de Goiás (Alego), Lissauer Vieira (PSB) nesta quarta-feira, 20, após ter declarado que entrou com pedido liminar para suspender a decisão sobre a escolha da nova Comissão de Constituição, Justiça e Redação (CCJ) na Casa.

De acordo com Lissauer, “na proporcionalidade o PSL não teria direito [a vaga na CCJ]”. “O PSL só tem dois deputados e o Major Araújo, que já está na CCJ e está se filiando ao PSL. Então, dentro da proporcionalidade o regimento interno fala que só o DEM e o PSDB têm direito a uma vaga cada, o resto é indicação do presidente. Expliquei isso pra ele e temos a plena certeza que a Justiça não acatará nenhum questionamento, mas é direito dele questionar”, declarou.

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.