Linhas do antigo citybus deixarão de ser operadas por micro-ônibus e tarifa será igualada à dos ônibus

Empresa justificou que o serviço perdeu seu propósito. Tarifa cobrada será de R$ 4,30 e não mais R$ 8,60 e R$ 5,80

Foto: Divulgação

A Rede Mob anunciou, nesta sexta-feira, 2, que as linhas do antigo citybus passarão a ser operadas por ônibus convencionais com cobrança da tarifa comum, igual à do transporte coletivo, ou seja, R$ 4,30 e não mais R$ 8,60 e R$ 5,80. Mudança passa a valer a partir do dia 5 de agosto.

Segundo a empresa, “criado em 2009, para ser um serviço diferenciado, o Citybus perdeu seu propósito ao longo do tempo e se transformou em um serviço convencional operado com micro-ônibus e com tarifa diferenciada (mais cara)”. Por isso decidiu-se pela mudança.

Os atendimentos continuarão focados nos horários de pico (com foco nos estudantes), das 06:00 às 08:00, 12:00 às 14:00 e 16:00 às 19:00. Nos horários de entrepico, o atendimento será feito por outras linhas convencionais já existentes.

Assim como já ocorria com o antigo Citybus, os horários das viagens também estarão disponíveis para consulta em tempo real por meio do aplicativo SiMRmtc, que pode ser baixado para smartphones Android e iOS.

Com o novo atendimento convencional, os clientes poderão utilizar normalmente todos os tipos de cartões disponíveis para as demais linhas, incluindo o Passe Livre Estudantil (PLE), o Cartão Integração e o Cartão Idoso, os dois últimos antes não aceitos no antigo Citybus.

Confira quais linhas serão afetadas:

905 – Pq. Atheneu / Praça Cívica / Praça Universitária

906 – Cruzeiro do Sul / Av. 85 / Praça Universitária

907 – Garavelo / Av. T-63 / Praça Universitária

908 – Garavelo / Av. T-9 / Praça Universitária

909 – Res. Eldorado / Av. T-7 / Praça Universitária

914 – Campus UFG / Praça Universitária / Praça Cívica

A linha 917, que fazia o trajeto Nova Esperança – Bernardo Sayão – Praça Cívica, será extinta. De acordo com a Rede Mob, ela transportava 23 pessoas por dia, o que foi considerado pouco para manter. “Os clientes com destino ao Jardim Nova Esperança têm outras opções de viagem a partir do Terminal Padre Pelágio, como as linhas 042, 933, 936 e 937”, escreveram.

O que diz a CMTC

Em contato com o Jornal Opção, a Rede Mob explicou que a destinação dos antigos veículos ficará a critério das concessionárias, que poderão aproveitar para outras finalidades. 

Em nota, a CMTC afirmou que:

O serviço realizado por microônibus e denominado Citybus 1.0 continua em operação com deslocamento direto e sem transbordo em terminal com a vantagem de tarifa a 4,30 centavos. A retirada de microônibus do sistema foi feita para dar à demanda de passageiro deslocamento mais seguro. A decisão foi baseada em pesquisa realizada que detectou usuários em pé durante as viagens, o que não é permitido por lei nesse tipo de veículo (mini-ônibus). A CMTC entendeu ser vantajosa a troca de veículos, favorecendo a grande demanda que sempre foi a de estudantes com destino às universidades atendidas.

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.