Atual presidente diz ver com naturalidade baixas no quadro com a saída da antiga executiva, mas garante que, na base, partido é estratégico para abrigar apoiadores de Ronaldo Caiado

Lineu Olímpio, presidente do PTB | Foto: reprodução

Por Thiago Queiroz30

O presidente do PTB em Goiás, Lineu Olimpio, que assumiu a direção da sigla após decisão nacional de retirá-la do comando do ex-deputado federal Jovair Arantes (MDB), disse ao Jornal Opção que o momento é propício para o crescimento do partido.

Ele sustenta sua afirmação com o argumento de que várias lideranças de diversos partidos que não faziam parte da coligação, mas que tiveram posicionamento favorável ao governador Ronaldo Caiado (DEM), durante a campanha, já estão procurando o partido para se filiar.  “E nós também estamos os procurando. Sem dúvida, o que veremos é o fortalecimento do PTB”.

Ele afirma também que prefeitos e vereadores do PSDB, que foi derrotado na última eleição para o governo do estado, e que também manifestaram apoio a Caiado à época, procuraram a direção do partido para se filiar. Além de lideranças importantes do MDB e de outros partidos, principalmente os que estavam em uma das coligações que enfrentaram Caiado e que, atualmente, não têm aproximação com o governo.

Além disso, segundo Olimpio, o PTB tem buscado lideranças que tiveram manifestação contraria à direção do partido na última eleição e não apoiaram os candidatos definidos por ela para que permaneçam na sigla. Quanto a membros de partidos que não apoiaram o grupo de Caiado em 2018, o presidente diz que a atual executiva já os procurou para se filiarem ao PTB.

Desses, segundo ele, estão bem encaminhadas conversas com os que conseguiram se eleger, principalmente vereadores, que não apoiaram candidatos do PTB a deputado estadual e federal. “Esses, quando tiver a janela, em março, com certeza, vão deixar o partido”.

Sobre as baixas que o PTB sofreu com a saída do grupo de Jovair Arantes, Olimpio diz ver com naturalidade. “Essas lideranças já consolidaram a saída junto com o ex-presidente Jovair Arantes e membros da então executiva, como o deputado estadual Henrique Arantes (MDB) e prefeitos. Alguns prefeitos ainda devem acompanha-los, por agora, já que prefeito não tem necessidade da janela. Mas sabemos que muitos vão ficar. Em relação a outras lideranças, temos mais de 140 vereadores em Goiás, a maioria foi eleita pelo PTB, mas não seguia a liderança do partido, tinha vida própria. Não apoiaram o PTB para deputado federal e estadual e, agora, com o partido na base, devem permanecer”, diz Olimpio.

“Eles querem permanecer para construirmos um novo caminho. Muitos apoiaram o governador Caido, estiveram na campanha dele”, finaliza ele.