No entanto, vice-governador admite que existem divergências dentro da sigla e que sua saída pode ser “solicitada” pela nacional

Deputado Lincoln Tejota | Foto: Assembleia Legislativa do Estado de Goiás

O vice-governador eleito e presidente estadual do Pros, Lincoln Tejota, disse que está confortável no partido e que não pensa em abandonar a sigla. “Eu recebi um partido que não estava no patamar que está hoje. Pude eleger três deputador estaduais, um vice-governador e fazer a primeira suplente de deputado posicionado o partido como um dos maiores do estado. Eu não tenho porque estar insatisfeito, pelo contrário, estou muito satisfeito”.

[relacionadas artigos=”154087″]

No entanto, o deputado confirmou que existem divergências dentro do Pros e que sua saída pode ser pedida por parte da presidência nacional. “Eu ainda não sentei com o presidente para discutir a respeito de mudança partidária. Mas, eu respeito que meu partido tenha um posicionamento, pode ser que a gente tenha algum tipo de divergência, o que é comum”.

“Eu não estou planejando mudar, pelo menos não por enquanto. Cabe ao presidente, se ele achar que é interessante que eu mude de partido, eu me coloquei a inteira disposição dele”, arrematou.

Lincoln foi convidado pelo deputado federal eleito José Nelto a compor o quadro do Podemos. De acordo com ele, esse não foi o único convite que recebeu. “Eu recebo com muita alegria, houveram outros convites também. É o reconhecimento do nosso trabalho, eu julgo isso com uma grande honra. Seja no caminho que for, quero corresponder aos anseios da população”, finalizou.