Lideranças petistas exaltam sintonia com Lula e com diretório nacional

Presidente goiana do partido, Katia Maria nega que atraso seja sinal de mal-estar interno. Partido discute chapa de deputados com membros da federação na próxima segunda-feira

A 100 dias da eleição, o diretório estadual do PT em Goiás ainda não bateu o martelo na indicação do nome de um pré-candidato ao governo do Estado. Diante do cenário, movimentações de bastidores chegaram a sugerir que o partido poderia sofrer interferência direta do ex-presidente Lula da Silva e do diretório nacional, a fim de interferir em articulações e pressionar o escritório goiano. Lideranças petistas regionais, no entanto, garantem que o atraso não é sinal de falta de sintonia ou unidade partidária, afirmando que, no momento, o PT está em momento de unidade e total alinhamento com as orientações nacionais.

“Nunca tivemos em tão boa sintonia com o diretório nacional e com o presidente”, afirma a líder diretório goiano do PT, Kátia Maria, que explica que mesmo os adiamentos dos encontros previstos para os petistas goianos tem sido feito em alinhamento com orientações nacionais. Segundo ela, todas as movimentações do partido em Goiás passam por diálogos com os três principais líderes da coordenação de pré-campanha no momento: o pré-candidato à presidência Lula da Silva, a presidente nacional do partido Gleisi Hoffmann e o deputado federal José Guimarães (PT-CE), coordenador do grupo de trabalho eleitoral do partido.

O momento do partido também é bem avaliado pelo vereador Mauro Rubem, que reafirma a existência de “unidade das forças políticas e das lideranças”, garantindo que em breve o partido deve lançar definitivamente o nome do ex-reitor da Pontifícia Universidade Católica de Goiás (PUC-GO), Wolmir Amado. O parlamentar avalia que, atualmente, existe mais pressão sendo feita internamente do que vinda de fora, especialmente para compor alianças que possam fortalecer a campanha focada no retorno de Lula ao Planalto. “Agora, estamos fechando coligação com os demais partidos que apoiam o Lula”, explica o vereador.

No último fim de semana, o PT encerrou a agenda de 27 encontros regionais previstos para o Estado e parte para uma nova etapa na definição das chapas que seguirão para a campanha eleitoral. Na próxima segunda-feira, 27, o partido faz reunião com membros de PV e PCdoB para apresentação de chapas de deputados estaduais e federais. “Vamos fazer um raio-x para que a gente possa montar a chapa de forma estratégica, abarcando todas as regiões do estado”, explica Kátia Maria.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.