Líder do governo destaca que venda de ações da Saneago garante controle de 51% pelo Estado

Segundo o deputado Bruno Peixoto, parte dos parlamentares que estão em oposição à vendas das ações são os mesmos que aprovaram privatização da Celg

Talles Barreto (PSDB) e Bruno Peixoto (MDB) na Alego | Foto: Fernando Leite/Jornal Opção

Durante a sessão ordinária realizada nesta terça-feira, 29, o líder do governo na Assembleia Legislativa, deputado Bruno Peixoto (MDB) fez um discurso inflamado em crítica à oposição ao projeto de venda de ações da Saneago. O parlamentar relembrou à Casa que o projeto se trata de venda de 49%, mantendo o controle de 51% pelo Estado.

Na fala do deputado, a atual oposição que critica a abertura de mercado tem como membros os mesmos que aprovaram a privatização da Celg, sem percentual para o governo. “Eu posso falar, porque na época eu votei contra”, afirmou Peixoto em referência ao projeto que vendeu a Celg para a Enel.

Segundo o parlamentar, as emendas propostas ao projeto do Governo foram analisadas e defende que o controle dos 51% foi resposta a essas demandas. Já sobre o repasse de 100% dos recursos obtidos com a venda de ações para saneamento, proposto pela oposição, Peixoto afirmou que o governo já garantiu 30%.

Ao fim de sua fala, Bruno Peixoto cobrou por uma unidade. “Nós temos que ter coerência, nós somos uma nação”, finalizou o deputado.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.