Líder da pesquisa de vacina em Oxford alerta que “devemos nos preparar para outros surtos”

Brasileiro Pedro Moreira Folegatti mora há seis anos em terras britânicas e é responsável por coordenar acompanhamento de cerca de 10 mil voluntários da testagem do imunizante de Oxford

Foto: Reprodução.

Pedro Moreira Folegatti, de 34 anos, é um médico infectologista brasileiro, líder clínico dos estudos da vacina contra Covid-19 no Reino Unido e responsável por coordenar o acompanhamento de cerca de 10 mil voluntários. Nascido em São Paulo, o infectologista mora há seis anos em terras britânicas, onde se especializou no desenvolvimento de vacinas para doenças emergentes.

O nome de Folegatti foi destaque no artigo publicado na segunda-feira, 20, na revista The Lancet, sobre os primeiros resultados da vacina da Universidade de Oxford contra a doença causada pelo coronavírus..

Em entrevista ao Estadão, Pedro Folegatti revelou que os cientistas trabalham já esperando (e tentando se antecipar) a próxima epidemia, mas que a pandemia de Covid-19 alcançou uma magnitude que ninguém esperava, deixando como lição que a ciência deve ser mais valorizada.

“A gente espera que, depois disso tudo, tenhamos mais investimentos em pesquisa para que a gente possa se preparar de uma forma mais adequada para a próxima pandemia. Essa não foi a última. Com certeza vamos enfrentar outros surtos, outras epidemias de outras doenças e a gente precisa se preparar para isso” afirmou o pesquisador.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.