Lewandowski aceita recurso de Dilma e pareceres do TCU passarão por perícia

Presidente do Senado determinou que quatro técnicos do Senado irão realizar procedimento em prazo de no máximo dez dias

Foto: Carlos Humberto/SCO/STF

Lewandowski também analisou outros dois pedidos, de Caiado e da acusação, ambos indeferidos | Foto: Carlos Humberto/SCO/STF

O ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), Ricardo Lewandowski, aceitou recurso da defesa da presidente afastada Dilma Rousseff (PT) e, agora, os documentos referentes às contas dela passarão por perícia. O procedimento será realizado por três técnicos do Senado em no máximo dez dias. Antes, os senadores da Comissão do Impeachment terão 48 horas para indicar quais os elementos que serão alvo de análise.

Eles analisarão os pareceres do Tribunal de Contas da União (TCU) sobre os quatro decretos orçamentários e os repasses para o Plano Safra, utilizados pelos juristas Miguel Reale Júnior e Janaína Paschoal no pedido de Impeachment que pode fazer Dilma perder seu mandato. Os quatro técnicos já foram escalados, mas os senadores têm 24 horas para questionar as indicações.

Além de deferir o pedido da defesa de Dilma, Lewandoski também analisou duas outras solicitações, ambas indeferidas. A primeira, de autoria do senador Ronaldo Caiado (DEM), dizia que não caberia a ele julgar questões de mérito do processo de Impeachment. Já o segundo, feito pela acusação contestando prazo da defesa para substituição de testemunhas.

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.