Estado é destaque na condução de finanças, apesar de luta contra herança de gastos ‘exraordinários’

Secretária estadual da Economia, Cristiane Schmidt | Foto: Fábio Costa/Jornal Opção

A Secretaria do Tesouro Nacional (STF) divulgou nesta quinta-feira, 20, um relatório que mostra como se comportaram as despesas dos estados brasileiros. De acordo com o documento, Goiás teve a maior redução de despesas do país, 8%.

A secretária de Economia, Cristiane Schmidt, afirmou ao Jornal Opção que apesar de Goiás estar fazendo o dever de casa, o governo tem sofrido sanções por conta da irresponsabilidade de gestões anteriores. Isso porque os gastos são muito maiores do que a capacidade financeira de Goiás, muitos deles em decorrência de aumentos salariais.

“A gente teve uma queda de 8% porque conseguimos fazer uma contenção de despesas, estamos vivendo um aperto só, controlando os gastos de todas as secretarias”, afirmou.

Por fim, Cristiane Schmidt defende que o caminho para o Estado superar a crise passa pelas reformas estruturantes, já que dentro do governo não é possível cortar despesas obrigatórias como no setor privado. “Se não tivéssemos feito a nossa reforma da previdência, o déficit desse ano seria majorado em R$ 1 bilhão. Com a reforma saio de um déficit orçamentário de R$ 2,9 bilhões para R$ 3,4 bilhões, ou seja menos pior”, encerra.