Leobino Valente Chaves é eleito novo presidente do TJGO

Desembargador derrotou colega Carlos Escher por 29 votos a 7 e volta a comandar o tribunal para a gestão 2015-2017. João Waldeck será o vice-presidente

Foto: Fernando Leite

Desembargador Leobino Valente Chaves (Foto: Fernando Leite)

Atualizada às 11h10

O desembargador Leobino Valente Chaves foi eleito, na manhã desta terça-feira (19/11), presidente do Tribunal de Justiça de Goiás (TJGO) para a gestão 2015-2017. Com 29 votos a 7, ele volta a comandar o tribunal na próxima gestão e sucede o colega Ney Moura Teles. Leobino derrotou o atual vice-presidente Carlos Hipólito Escher.

Na segunda etapa, que definiu o novo vice-presidente, apenas o desembargador João Waldeck Felix de Souza se colocou à disposição do cargo. De acordo com as regras a votação deve ocorrer da mesma forma, mesmo com um candidato ao pleito. O candidato se elegeu com trinta votos a favor e outro cinco em branco.

Para o cargo de corregedor-geral os desembargadores Gilberto Marques Filho e Itamar de Lima se candidataram ao pleito. Gilberto recebeu 32 votos da bancada, enquanto Itamar teve dois votos, mesmo número de votos em branco nesta etapa.

A eleição no TJGO deste ano, realizada na sede do tribunal, no Setor Oeste, foi marcada pela polarização entre os dois candidatos. No início, apenas o presidente eleito havia se apresentado como candidato e era o próximo na linha de sucessão natural do órgão – que elege para seu posto maior por antiguidade.

Em tom cordial após o resultado, o desembargador Carlos Escher ressaltou que tem grande respeito por Leobino e citou pedaços da trajetória de ambos dentro do TJ.

Ambos aos 65 anos de idade, Leobino e Escher justificaram suas candidaturas como “legitimas”, mas evitaram embates diretos. Ao Jornal Opção Online, o candidato derrotado chegou a confirmar que sua candidatura visava oferecer mais uma opção aos eleitores. “Por que só um poderia concorrer? Na hora do voto, o colega vai e escolhe entre um e outro”, relatou à época,

Leobino é formado em direito pela Universidade Federal de Goiás, já foi vice-presidente e presidente do TJGO.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.