Leitores frequentes de portais de notícias sabem mais sobre a Covid-19, diz pesquisa

Dados revelaram que usuários frequentes de WhatsApp sabem 3% menos que pessoas que nunca usam aplicativo para se informar sobre coronavírus

Uma pesquisa liderada pelo Centro de Pesquisa em Comunicação Política e Saúde Pública da Universidade de Brasília (CPS/UnB) apontou que usuários intensivos de portais de notícias têm um nível de conhecimento 5% maior sobre a Covid-19 do que os que nunca usam essas fontes para se informar sobre a doença.

O estudo intitulado “A comunicação no enfrentamento à Covid-19” foi feito em um consórcio com pesquisadores de universidades brasileiras (UFG e UFPR), internacionais (Western University, no Canadá) e da iniciativa privada.

Os pesquisadores entrevistaram 2.771 brasileiros, numa amostra que buscou representar a população brasileira com cotas de gênero, idade, região geográfica e classe social. 

Os dados revelaram que usuários frequentes de WhatsApp sabem 3% menos que pessoas que nunca usam o aplicativo para se informar sobre a Covid-19. Já os usuários intensivos de redes sociais sabem 2% menos que os que nunca usam essas plataformas para se informar sobre a doença. 

O resultado mensurou um indicador de conhecimento sobre a doença a partir das respostas certas a 17 questões sobre a transmissão e os cuidados de prevenção em relação ao novo coronavírus.

“As diferenças parecem ser pequenas, mas em alguns casos separam pessoas que sabem das que não sabem, por exemplo, que é possível ser infectado pelo coronavírus mesmo quando você está usando máscara, ou quando a pessoa infectada não tem febre”, explicou Pedro Mundim (UFG), um dos integrantes do consórcio de pesquisadores que conduz o estudo. 

Conforme o estudo, também têm menos informação sobre a Covid-19 pessoas que avaliam favoravelmente o governo de Jair Bolsonaro e os segmentos mais pobres ou com menos escolaridade da sociedade brasileira.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.