Lei Orçamentária prevê acréscimo na alocação de recursos para área da Saúde em Goiás

Aumento da receita, segundo deputado Santana Gomes, é a garantia de que o Estado de Goiás continuará prestando o melhor atendimento público do Brasil

O Governo do Estado estimou uma Lei Orçamentária que, dentre outros investimentos, prevê acréscimo na alocação de recursos superior a 1.000% para a área de assistência à saúde. O aumento da receita, segundo o deputado Santana Gomes, é a garantia de que o Estado de Goiás continuará prestando o melhor atendimento público de saúde do Brasil.

O programa de assistência à saúde do Governo de Goiás terá incremento de exatos 1.015,46% no orçamento de 2018 se comparado com o volume investido neste ano. Em espécie, o montante sobe dos R$ 156,5 milhões investidos em 2017 para R$ 1,5 bilhão em 2018, “o orçamento que mais destinou recursos percentuais para a Saúde em toda a história de Goiás”, comentou a deputada Eliane Pinheiro.

A expressiva verba da Saúde integra o pacote de R$ 3,2 bilhões que serão investidos em programas sociais. Os gastos totais com a área da Saúde alcançam R$ 2,4 bilhões. A receita estimada para 2018, de R$ 24,236 bilhões, prevê ainda R$ 20,5 milhões para o orçamento fiscal, R$ 3,6 bilhões para a seguridade social, R$ 731,3 milhões para investimentos em empresas e R$ 131,7 milhões para programas de inclusão social.

O Renda Cidadã teve um incremento de 27,16% em relação a 2017, ficando com R$ 112,6 milhões. Na Educação, o aumento será de 16,25%, equivalente a 6,3 bilhões. Os gastos com as duas áreas já incluem a vinculação constitucional de 12% e 25%, respectivamente. A Segurança Pública terá uma elevação orçamentária de 0,4%, com uma previsão de recursos da ordem de R$ 2,83 bilhões.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.