Lava Jato quer saber se Pedro Corrêa fez cirurgia bariátrica para retornar com tornozeleira eletrônica

Força-tarefa solicitou à Juíza Carolina Lebbos que defesa do delator seja intimada para avaliação de seu estado de saúde

Foto: Reprodução

A Lava Jato solicitou a intimação do ex-deputado Pedro Corrêa (PP-PE) para que informe se já realizou a cirurgia bariátrica, cuja necessidade havia sido informada, anteriormente, à Justiça. O pedido foi encaminhado à juíza Carolina Lebbos, da 12.ª Vara Federal de Curitiba e pretende avaliar as condições atuais de saúde do ex-parlamentar e a possibilidade do uso de tornozeleira eletrônica.

Pedro Corrêa retirou o dispositivo de monitoramento a fim de realizar uma ressonância magnética, após ser internado para tratar de uma gastrite crônica e uma infecção. A juíza determinou que o equipamento fosse instalado novamente após o ex-deputado ter recebido alta, no último dia 9. A defesa de Pedro, no entanto, conseguiu que ele voltasse com uso da tornozeleira somente após a realização de uma cirurgia bariátrica.

Cirurgia

De acordo com a força-tarefa, não existem informações nos autos, e nem mesmo documentação médica informando sobre a possível data do procedimento cirúrgico e dos cuidados pré-operatórios a serem realizados por Pedro Corrêa. Para a Lava Jato, de acordo com as informações prestadas até o momento, não haveria impedimentos para que o executado volte a utilizar a tornozeleira eletrônica durante o período pré-operatório, tampouco no pós-operatório.

Condenação

Pedro Corrêa foi condenado no mensalão a sete anos e dois meses de prisão, mais pagamento de multa. Já na Lava-Jato, a pena foi de 29 anos, cinco meses e dez dias, mais a multa.

Na ocasião, o ministro Edson Fachin, do Supremo Tribunal Federal, homologou delação do ex-parlamentar na investigação sobre o esquema de corrupção, cartel e propinas instalado na Petrobrás.

Pedro Corrêa relatou à Lava Jato que o ex-presidente Lula articulou esquema de corrupção na Petrobrás. Ele admitiu ainda, que recebeu propina de quase vinte órgãos do governo ao longo de sua vida política.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.