Laudo da morte de engenheiro da Saneago só será divulgado na segunda (12/9)

Corpo de Claudionor Filho foi encontrado no Jardim Botânico no último dia 29. Ele foi um dos alvos da Operação Decantação e suspeita é de suicídio

| Foto: Fernando Leite/ Jornal Opção

Laudo aguarda assinatura do médico legista | Foto: Fernando Leite/ Jornal Opção

O laudo que atesta o motivo da morte do engenheiro da Saneago, Claudionor Francisco Guimarães Filho, aguardado para esta quinta-feira (8/9), só deve sair na segunda-feira (12). Segundo o diretor do Instituto Médico Legal (IML), Marcos de Melo, o documento aguarda apenas a assinatura do médico legista responsável.

Claudionor foi encontrado morto no último dia 29 no Jardim Botânico, em Goiânia. O delegado responsável pelo caso, Alessandro Tadeu, afirmou que ele sofria de depressão, o que deu sustentação à tese de que ele se suicidou. O quadro de depressão foi atestado pela família. Ele tinha 54 anos.

Alvo de mandado de condução coercitiva e busca e apreensão no âmbito da Operação Decantação, que investigou esquema de desvio de verbas da Saneago para pagamento de dívidas políticas. As investigações da Polícia Federal apontaram que dirigentes e colaboradores da empresa fraudavam licitações para beneficiar uma empresa.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.